Dia de pediatra

Hoje foi dia de consulta geral na criançada. Aproveitei que faz um ano que o Vítor não ia e marquei os dois, com a pediatra dele, que eu ainda não tinha conseguido levar a Alice por falta de vagas.

Excelente resultado, os dois tão ótimos de saúde. Crescendo bem e engordando mais ou menos, como é de praxe. Ela até brincou, que se não tivesse tratado do Vítor, ia pedir um monte de exames pra Alice. Mas como já sabe como são as coisas, tá tranquila. Ele está com 1,25 m e 21,700 kg. Ela está com 64 cm e 5,300 kg.

Só me deu bronca quando eu contei que, de vez em quando, amamento a Alice deitada.

Pausa

Isso normalmente acontece no fim da madrugada, comecinho da manhã. Eu, depois de ter amamentado sei lá quantas vezes, já tô um caco e instituo o sistema self service: vai mamando aí, quando terminar, solta e dorme.

Despausa

De acordo com ela, por causa da ligação entre o ouvido e a garganta, isso pode dar otite. Fiz uma pesquisa básica com as meninas da @turmadabarriga no Twitter e descobri que praticamente todas amamentam assim e nenhuma delas teve problema com isso. Uma sugeriu que pode ser predisposição. A querida Marília (@marimercer), inclusive, me mandou uns links que explicam que este problema existe em bebês que tomam mamadeira. Apesar de que o Vítor tomava mamadeira deitado e também nunca teve. De qualquer modo, vou passar a colocar o bracinho embaixo da cabeça dela e matar o problema. Porque a essa hora da manhã não sou ninguém mesmo, nunca fui. Me lembro das regatas longas, em que eu passava a madrugada toda acordada, muitas vezes timoneando o barco. Mas quando dava 5h30, 6 horas... me esqueçam, vou dormir. Aliás, velejar em regatas longas assim são um excelente treino pra quem vai ter um filho. Quem tá acostumado com o sistema de turnos num barco tira de letra as mamadas da madrugada.

Mas deixe-me voltar ao assunto. Também conversamos sobre a introdução da alimentação sólida da Alice. É, porque na prática, a teoria é outra e eu não terei direito aos 6 meses de licença maternidade. E ela só mama no peito, não vou botar a bichinha no NAN. Então vou começar uns 10 dias antes (ela quer 7, não vejo muita diferença) e vou tentar algo que nunca fiz: apresentar papinha doce e salgada ao mesmo tempo.

Aliás, essa volta ao trabalho tem doído horrores em mim. Com o Vítor não sofri tanto, talvez porque ele foi pra uma creche. Ou porque ele já não mamava no peito. Só sei que todos os dias agora me pego pensando em como seria bom estar em outra fase da vida, sem tantos problemas financeiros, pra largar tudo e ficar com meus filhos em casa. Preciso confessar que isso tem me dado vontade de chorar.

Mas vamos lá, a vida é assim mesmo. "E a gente vai levando, a gente vai levando..."

1 comentários:

Andréa Peixoto disse...

Minha amiga, amamentei meus dois deitada e também nunca tiveram otite ou coisa do gênero por conta disso... Beijos!!!

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires