O twitter e as carapuças jogadas para o alto

As pessoas que me conhecem sabem que eu adoro o twitter. Sou viciada mesmo, assumo. Mas tem um problema lá que é meio complicado. É como disseram uma vez: o twitter é um monte de carapuças jogadas para o alto. E as pessoas vestem e se aborrecem muitas vezes. Então algumas coisas que falamos sem ter nenhuma segunda intenção, alcançam terceiras e quartas sem que a gente nem tenha pensado em fazer aquilo.

E isso aconteceu na semana passada comigo. Como 140 caracteres é muito pouco para expressar o que eu queria dizer, pensei bastante e decidi fazer um post, pra poder discorrer melhor sobre a minha idéia.

Acontece que antes de falar sobre o assunto, resolvi explicar umas coisas e, no fim das contas, vi que tudo ia ficar grande demais. Então vou dividir em duas partes: esse, que é o prólogo, e o próximo, que é o assunto propriamente dito.

Eu adoro discussões saudáveis. Eu sou do tipo de pessoa que acredita que você pode ter uma opinião e eu outra, e ainda assim convivermos felizes. Para isso é preciso alguns pontos básicos:

- que todas as pessoas não encarem as opiniões das outras como ofensas
- não expressem suas opiniões de modo a ofender o próximo; e
- respeitem que o outro tenha outra opinião, assim como ele tem a sua.

Parece fácil, não é? Pena que não seja. Mas quem sabe um dia?

Então, antes de ler o próximo post (e todos os outros do blog também) tenha em mente que:

- Esta é a MINHA opinião. Não estou querendo convencer ninguém, ofender ninguém e nem criar tumulto. Apenas comunicando uma constatação que tenho.

- Se você discorda, não se sinta encabulado, comente! Mas seja educado. Ofender aos outros não vai levar ninguém a lugar nenhum e nem acrescentar nada ao debate.

Qual foi a opinião que eu expressei e que causou tanto bafafá? Que eu não aguento mulheres tão dependentes do marido que se eles morrerem, elas precisam ser enterradas junto porque não conseguem respirar sozinhas (e vice versa com os maridos)! rsrs

Aguardem as cenas dos próximos capítulos!

6 comentários:

Amábile - Mãe de dois disse...

Tô no aguardo, sei lá o que aconteceu no tui pq andei meio sumida de lá , vida conturbada...
Acho que realmente tem mulher dependente demais do marido , da mãe e ate de amigas
bj

Vanessa e Enzo disse...

Então era disso que vc estava falando? Ah tah... Amiga, certíssima em escrever e além de desabafar "colocar os pingos nos is", quem sabe assim o povo se toca que o twitter é terra onde nos expressamos - e isso não quer dizer que estamos dando indireta, ou direta, ou querendo atacar alguém com a nossa opinião. É apenas o nosso humilde ponto de vista. Só isso! Simples! Nada mais!

Laudiane disse...

Simples seria se todos pensassem assim
Lindis dias flor
[bjão

Adriana Alencar disse...

Eu também penso assim, hoje mesmo postei algo semelhante no www.caixinhadaadri.blogspot.com. O pensamento não pode ser imposto e nem deve ser censurado, somos livres para pensarmos do modo que quisermos e quem não se agrada disso deve, simplesmente, afastar-se. Aliás, ser autêntico é uma excelente forma de selecionar quem realmente é seu amigo.

Adriana Alencar disse...

Eu também penso assim, hoje mesmo postei algo semelhante no www.caixinhadaadri.blogspot.com. O pensamento não pode ser imposto e nem deve ser censurado, somos livres para pensarmos do modo que quisermos e quem não se agrada disso deve, simplesmente, afastar-se. Aliás, ser autêntico é uma excelente forma de selecionar quem realmente é seu amigo.

Tah disse...

Adorei Tati
o tui é uma coisa complicada, as x n quer ofender ninguem, ou mesmo quer lamentar sobre alguém q nem esta lá mas tem gente q insiste em vestir a carapuça e ficar bicudo...
Eu tento ignorar sabe, mas é bem complicado...
Afinal temos nossas opiniões e valores, e nem sempre o falamos é compreendido...
Mas torçamos para o dia em que as pessoas n se importem com isso

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires