Notícias


Eu ando bem sumida, não é verdade? Vários motivos pra isso. Primeiro que ando super sem inspiração pra escrever. Até lá no Mulher & Mãe as vezes eu pulo um dos meus dias, tá complicado. Segundo porque estamos pegando uma gripe atrás da outra por aqui. Resultado de um clima diferente, poluição e muito frio que está fazendo atualmente.

Mas preciso dizer que, tirando esses contratempos, tudo aqui está muito legal. Estou conseguindo me acertar com o plano de ficar no escotismo do mar, mesmo tendo que ir a Santos todos os sábados pra isso. O grupo nos recebeu super bem e eu já estou como assistente da Tropa Sênior. Estou adorando ser útil novamente! Sem contar que, por ser escotismo do mar, eu tenho um pouco mais a oferecer. Outro ponto positivo de ir a Santos é essa mudança de ares, pegar estrada, isso tudo é tão bom!

Vítor está adorando essas coisas. Impressionante como tudo é novidade pra criança, não é? Outro dia o Gustavo precisava do carro e fomos de ônibus pra Santos. E pra isso, pegamos o metrô pra ir até a estação de onde sai o ônibus. Pronto, mais uma novidade, menino animadissimo...rs Além disso ele está adorando a escola, onde ele faz aulas de flauta, capoeira e futebol. Agora nas férias vai ter uma semana só de passeios, dá pra imaginar a ansiedade do pequeno? De vez em quando ele sente saudades de Brasília, mas eu tento mostrar o que temos de bom por aqui e ele logo esquece.

A Alice está cada dia mais sapeca e engraçadinha. Destampou a falar, entende tudo, pede tudo. E agora que aprendeu a falar, o mundo é dela. Dança, canta, faz gracinhas, escolhe os dvds que quer assistir e se deixar, assiste o mesmo por dias e dias, enlouquecendo todo mundo. E ai de quem tentar enganá-la colocando outro dvd. Ela diz: não, não, não!! E mexe em todos os botões da tv tentando tirar! kkkk

Assim que minha saúde voltar ao normal, volto a postar regularmente aqui! E mando umas fotos pra me redimir...rs

Eu digo BASTA!! - Blogagem Coletiva


Nada como mexer com mãe pra arrumar uma briga do tamanho do mundo, não é verdade? Até fazer com que eu tire a poeira do bloguinho, que só anda movimentado mesmo nas quartas, com o Passeio com Crianças...

O caso é: eu não assisto o CQC faz um bom tempo, porque acho que muitas vezes eles erram a mão e pegam pesado demais. Assim como também não assisto outros programas do tipo, exatamente pelo mesmo motivo. E se eu não estivesse acompanhando essa "mommysfera virtual", nunca ia saber dos absurdos que esse Rafinha Bastos, do CQC falou. Não sabe o que aconteceu? Então leia aqui e atualize-se.

Depois que tudo isso aconteceu, muito foi falado, muito mesmo. Que homem pensa isso mesmo, que é bobeira dar trela pro que um programa humorístico fala, que tem tanta gente morrendo de fome pelo mundo e ninguém faz nada, bla bla bla.

Acontece que eu, particularmente, já estou cansada de gente que vê as coisas por aí, reclama, reclama, reclama e ponto final. Não faz nada sobre o assunto além de reclamar. Gente que tem medo de protestar, porque é feio ser visto como ativista. Só que as coisas só acontecem se você faz algo a respeito. Ficar sentadinho no seu sofá dizendo que é assim mesmo não vai mudar nada. E tá, existem milhares de problemas graves pelo mundo, mas não fazer nada em caso nenhum por causa disso vai ajudar no que mesmo? Até porque respeito é bom e todos nós gostamos, não é verdade? E é disso que estou falando aqui hoje, é por isso que estou deixando registrado o meu protesto.

"Homem pensa isso mesmo" "Não pode ver um peito que já vai logo pensando besteira" Mesmo sabendo que não são todos que pensam e agem assim, vamos considerar que seja realmente deste modo. Então, meu querido, pode pensar, mas cale a sua boca e respeite a mulher que está alimentando sua criança. Sei lá, faça de conta que é a sua mãe alimentando um irmão seu ali na frente, pense o que quiser, mas cale a boca. Tente, vai ser um aprendizado interessante. Detalhe: não interessa se a mulher é uma deusa ou um dragão. Ela não está interessada nos seus desejos sexuais, vai cuidar disso em outro canto - de boca fechada, de preferência. A gente não precisa saber disso, guarde pra você.

"Procura um banheiro e vai fazer isso lá" Eu soube hoje que o Rafinha Bastos é pai de uma criança. Então eu sugiro que ele enfie sua dignissima mulher e seu bebê num banheiro, de preferência público, para que ela teste a delícia da situação e diga a ele o que ela acha sobre isso. Se ela achar realmente legal amamentar num lugar onde as pessoas fazem suas necessidades, passo a acreditar que existem pessoas que acham isso engraçado. Até porque fica a pergunta pra mim: onde se deveria amamentar um bebê dentro de um banheiro? Sentada em cima do vaso? Ou em pé ao lado da pia?


"O programa é humorístico, não se deve dar bola pra eles". Como assim? Agora ser humorístico virou sinônimo de falar o que quiser, ofender quem quiser, porque eles podem falar de qualquer coisa e serem intocáveis? Agora ninguém mais pode reclamar de ter se sentindo ofendido porque o programa é humorístico? Sinto muito, tô fora disso aí.


"Tem mulher que quer mostrar o peito e usa amamentar como desculpa" Essa veio do outro "engraçadinho", Marco Luque. Pra ele, tenho um recado: isso mesmo, sabichão, você acertou. As mulheres amamentam em público porque querem mesmo mostrar o peito. Até porque esta é a fase em que o peito da mulher está em sua melhor forma, completamente desproporcional, cheirando a leite e muitas vezes cheio de estrias. E vou te contar mais um segredo: a mulher que quer mostrar o peito vai lá pro sambódromo, não vai amamentar uma criança. Você anda procurando nos lugares errados, viu?

Se eu amamentei em público? Sim, as vezes não tinha como escapar. Não sou móvel pra ficar enfiada dentro de casa o tempo todo, as vezes eu precisei amamentar meus filhos na rua. Se eu gostava? Não, sempre tentei colocar algo em cima ou procurar um local mais reservado. Mas a necessidade da criança é maior do que tudo isso. E tenho muitas amigas que não se importam em cobrir o seio, não vejo problema algum na decisão delas. Se existe algo errado nisso, está na cabeça de quem está olhando e pensando besteira.

Temos quase 30 blogs participando desta blogagem coletiva. São quase 30 pessoas que estão gritando "Basta!" pra esse desrespeito contra a mulher. Se você também quer participar, escreva o seu texto e coloque o link nos comentários desse post aqui, na Rede Mulher & Mãe.

Passeio com crianças - Presidente Figueiredo, Amazonas


Hoje o Entre Fraldas e Livros está chegando no lado oposto do Brasil em que estávamos na semana passada. Pela primeira vez temos uma convidada da Região Norte. É a minha querida amiga Fanny, lá de Manaus, que veio apresentar a vocês um passeio muito bacana. E ela também tem um blog, não deixem de visitá-la no "Olá, Enfermeiros"!

Minha família toda ama o contato com a natureza, por esta razão qualquer passeio que fazemos em Manaus, ou cidades adjacentes, é um passeio cheio de alegria, aventura e contato com a natureza.


Minha dica de passeio é conhecer a cidade vizinha, Presidente Figueiredo, que fica a 107 km. Dependendo do pé do motorista, a viagem leva cerca de 1h Amor vai mais devagar, amor vc já passou dos 100km vai devagar (digo do pé, porque antes do nosso pimpolho nascer, maridão fazia a viagem em - PASMEM -  30 minutos, hoje a cautela materna/paterna não nos deixa fazer mais isso), mas só a viagem já é incrível, com paisagens lindas pelo meio do percurso.
 
Vá pela manhã aproveite o café da manhã com comida típica da região. O café que recomendo é o único que tem bem na entrada da cachoeira do Urubuí, não lembro o nome meu momento - dã dã dã - perdoem!
A cidade têm inúmeras cachoeiras, e em um fim de semana é possível conhecer as principais:





Na Fazenda da Porteira, têm espaço para acampar, é ideal para criançada correr e brincar de bola com os pais, colocar uma rede preguiçosa e ver o por-do-sol.




Mas se você quer um espaço menor para controlar as crianças recomendo a Pedra furada, o carro vai até boa parte do caminho, depois é preciso deixar o carro e caminhar uns 100m, a fazenda fica no caminho de Balbina. Se seu maridão quiser ir pescar, é só esticar a viagem até Balbina.

Para se hospedar recomendo a Fazenda Murupiara (lá vou eu fazer marketing free para os outros rsrsrs), mas a fazenda têm conforto, trilhas naturais, Arvorismo, e tours de  observação de bichos diurna e noturna, banho de igarapé, caiaque pelo Rio Urubu. Claro, existe a opção de ficar na Pousada Iracema ou Santuário. Normalmente intercalo entre essas, depende muito das promoções, e também dos dias que vou ficar por lá. 



Ah! Esqueça essa história de usar telefones, eles só funcionam no perímetro da cidade.

Serviço:
O valor da Hospedagem varia de R$40 a R$ 150.00
O valor da entrada nas fazendas também varia de R$ 5.00 a 10.00, e em algumas fazendas as crianças ate 8 anos não pagam.
O almoço custa, em média,
uns R$ 40,00 para 2 adultos e 1 criança.
Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires