Viagem a Búzios - parte I

Eu sei que estou devendo aqui um post sobre a nossa viagem a Búzios, mas as últimas semanas foram mais corridas do que tudo! Eu tenho feito tanta, tanta coisa, que as vezes até eu mesma duvido que fiz tudo isso...rs


Mas não vim aqui só pra me justificar não, vim cumprir a promessa. Vamos lá? Senta que lá vem história! Ah, vai ter que ser em duas partes, porque o primeiro dos cinco dias foi uma história a parte!

Acho que vocês já sabem que meu pai mora (ou pelo menos deveria morar) em um veleiro, que ele estava em Ilhéus e que precisava ser trazido até Angra. E que eu e Vítor combinamos de "ajudar" no percurso, entre Búzios e Angra.

Na sala de espera da 1001 na Rodoviária do Tietê

Bem, eu e Vítor pegamos um ônibus aqui em Sampa de noite e chegamos ao Rio de madrugada. E outro de lá pra Búzios. Dormimos a maior parte da viagem, então foi bem tranquilo. Quando chegamos em Búzios, meu pai deveria estar na rodoviária, mas não estava. Como ele tinha me dito que algo poderia acontecer e ele atrasar, nem me preocupei: olhei no google maps do celular qual era a distância até o Iate Clube e peguei um táxi (olhei a distância que era pra não ser enganada, sei lá).

Nascer do sol na Ponte Rio Niterói
Chegando lá me apresentei ao administrador do Iate Clube e expliquei que estava esperando um veleiro vindo de Vitória. Ele foi super prestativo e arrumou um lugar para colocarmos as nossas coisas, porque o barco realmente não tinha chegado ainda. Fomos tomar café em uma rua próxima e tiramos umas fotos, claro. O dia estava lindo!!

No Iate Clube

Com o "porto" ao fundo.
Voltamos ao Iate e nada do Alphorria chegar (Alphorria é o nome do barco). Aí falei pro Vítor: "aqui não é banco, a gente não precisa esperar sentado. O dia tá lindo, vamos é pra praia!!" E nos mandamos! Achamos uma mulher que aluga cadeiras e guarda sol e ficamos lá, aproveitando o dia. A praia era de frente pro Iate, então dava pra ver se o barco chegasse.

Curtindo a Praia dos Ossos.
Lá pelas 13 horas cansamos de ficar no mesmo lugar e fomos bater perna por outras praias próximas. Conhecemos a Azeda e a Azedinha. Vale dizer que era uma quarta-feira e estava tudo lotado!!

Olha só que lindo! A primeira aqui é a Azeda, a lá do final é a Azedinha.

Olha como estava lotada em plena quarta!
Depois de toda essa caminhada, voltamos ao clube. E nada do Alphorria chegar. Já eram 15 horas e eu comecei a achar estranho. Então fui checar e descobri que o rádio do clube estava quebrado, mas eu podia ir até uma marina que fica logo ao lado pra tentar falar com eles. Fomos, tentamos e nada. Só que o rádio da marina só alcançava a baía dali, então era muito provável que não chegasse até o rádio do Alphorria mesmo.

Bem, então vamos almoçar, não é? Me indicaram uns bons restaurantes e lá fomos nós. No caminho passamos por uma praça muito legal com um laguinho atrás.

Olha que legal essas estátuas de crianças!

Vítor fuxicando o que o menino estava lendo.

Eu e as duas "crianças".

Vítor na lagoa dos ossos
"Agora você, mamãe!"
No caminho até o restaurante eu já fui parando em algumas pousadas e perguntando se tinha vaga, qual era o preço e tal. Porque o meu medo era que ele não chegasse nesse mesmo dia, ou chegasse de madrugada e eu fazia o quê? Porque no Iate Clube não tem alojamento...

Minha irmã ligou para o Iate Clube de Vitória e pediu que eles chamassem pelo rádio também, só que como provavelmente eles já tinham cruzado o Cabo de São Tomé, não ia alcançar também. Então almoçamos e voltamos para o Iate Clube. O detalhe mais importante é que essa viagem aconteceu no final do mês, aquela época em que todos nós estamos sempre "zerados", não é verdade? Então eu estava com o dinheiro contado, fui sem me preocupar porque no barco a gente gasta super pouco. E as pousadas estavam uma verdadeira fortuna por lá! Mas liguei pro meu marido e pedi pra ele dar um jeitinho.Pegamos nossas coisas e fomos pra pousada. Tomamos um belo banho, deitamos um pouco e assistimos tv. Depois saimos para passear por Búzios e jantar. 

Durante nossa caminhada, aconteceu um diálogo interessante. Mais cedo o Vítor tinha me perguntado se estava preocupada e eu disse que sim, mas que essas coisas realmente podem acontecer e que provavelmente nada grave tinha acontecido. E que ia esperar pra realmente me preocupar. Aí no meio dessa caminhada ele me perguntou: quando que você vai realmente se preocupar? E eu respondi : a partir do meio dia de amanhã (aí seriam 48 horas que eles tinha saído de Vítória). Então ele pergunta: o que você vai fazer? E eu: acho que procurar a Capitania dos Portos...

Na verdade eu realmente não estava preocupadissima, mas estava um pouco sim. Pra não repassar isso ao Vítor, eu ficava conversando com minhas amigas divas de um grupo que faço parte no Facebook, desabafando e elas me dando apoio. Umas lindas.(Em tempo: MUITO OBRIGADA, meninas!!)

Eu tentando tirar fotos noturnas do cais



No meio do caminho para o centro da cidade achamos um lindo cais e resolvemos entrar. Sentamos bem no finzinho e ficamos olhando as estrelas, procurando as Três Marias e o Cruzeiro do Sul. E eis que meu telefone toca e quem é??? Meu pai!!! Atendi feliz da vida, ele me explicou o motivo do atraso e disse que em 2 horas estariam chegando.

Então ficamos fazendo hora até que ele chegasse, conseguimos ainda comer uma pizza com ele antes de irmos dormir. 

Olha só o estado de cansaço do menino. Olhos vermelhissimos.

O teto lindo do restaurante onde comemos pizza.

Olha a alegria da criaturinha quando finalmente encontrou o avô.
Eu dormi na pousada mesmo, que já era uma da manhã e eu não ia cruzar a cidade de novo com uma sacola de viagem nas costas e remar em botinho pra dormir no barco. Já tinha "morrido" na grana da pousada mesmo, então bora aproveitar! Vítor nem quis me ouvir e foi de mala e cuia com o avô, tive uma noite de solteira...dormindo! hahahaha

Bem, esse foi um resumo (é verdade, foi resumo) do nosso primeiro dia de viagem em Búzios. No próximo post eu conto o resto! :)

P.S.: Eu não esqueci de contar o motivo do atraso do Alphorria não. É que esse post já está tão grande que ninguém ia chegar ao final se eu ainda acrescentasse mais isso. Fica pro próximo post também.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires