Saudades


Faz tempo que eu ando querendo escrever este post. E hoje eu estou sentindo isso mais do que nos outros dias, então acho que é uma boa hora para falar, colocar para fora, até mesmo para "desopilar". Vocês já sabem que eu me mudei de Brasília para Sampa, vai fazer um ano agora em março. E também já sabem que nos adaptamos super bem, que estamos adorando e que não temos planos de voltar para Brasília, por mais que eu goste muito de lá.

Mas preciso confessar que tem uma coisa que está me fazendo muita falta: as amigas. Claro que eu não estou completamente abandonada aqui, fiz muitas boas amizades, mas andei quebrando a cara aqui e acolá. Coisas como ficar sabendo pelo facebook ou pelo blog que uma pessoa que eu considerava amiga passou por um momento difícil, que eu estive com essa pessoa e não soube de nada. Ou achar que considerar alguém como uma grande amiga e ficar sabendo de algo importantissimo para a vida dela (e um pouco para a minha) em cima da hora, porque eu ficaria sabendo de qualquer jeito, ou até mesmo ficar sabendo que outra pessoa que eu considerava inventou uma mentira envolvendo meu nome. Sem contar com aquelas que pela internet dizem que são suas amigas e que vão dançar, cantar e sapatear por você e na hora do vamos ver, cara a cara, somem do mapa.

Não dá para dizer que não fico triste com essas coisas que contei aí em cima. Claro que eu fico, mas passa, eu deixo passar, bola pra frente. O que tem me incomodado nem é isso. Talvez eu nem saiba explicar direito, mas acho que posso exemplificar: Eu sinto uma saudade danada da Marcinha, dinda da Alice e minha dinda de casamento. Saudade de aparecer na casa dela sem precisar avisar, de pensar "não tenho o que fazer na sexta, acho que vou lá bater um papo", de chegar lá, tirar o sapato, sentar no chão e ficar jogando conversa fora. De saber que se estiver passando por um problema posso ligar pra ela e soltar o verbo, que vai ter sempre um colinho pra mim. E de saber que quando ela passa por um problema acontece o mesmo, que ela confia em mim para contar o que está acontecendo. O mesmo posso dizer da Glorinha, que falta tremenda vocês fazem aqui!! Assim como a Suzana, a Carol... podia passar o dia falando! rs

E é mais ou menos isso que eu sinto falta, sabe? Tenho amigas lindas, mas acho que ainda não chegamos nesse ponto de intimidade e ando sentindo uma falta terrível de "casa". Eu sei que todas elas estão super dispostas a me ouvir, mas sei que poucas se sentem confortáveis em me procurar quando estão com algum problema. Também sei que isso é coisa de tempo, que uma hora isso vai chegar. Mas enquanto não chega eu sinto um vazio...

Para terminar, umas fotos, lindas!

Cacá, Carol, eu e Su

Como diria Alice, "dida Mácia"

Marcinha, Glorinha e Alice fazendo graça.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires