Metamorfose

Hoje, milagrosamente, eu me vi com vontade de escrever no blog. Não que eu tenha esquecido dele, pelo contrário, penso nisso todos os dias, várias vezes por dia. Mas não sinto vontade de dizer nada, compartilhar nada. Engraçado pensar que há algum tempo atrás qualquer detalhe virava um post, hoje não tenho mais tanta vontade de compartilhar como tinha antigamente. Venho passando por uma metamorfose interna e externa

Enfim, senti vontade de vir ao blog porque pensei em como as pessoas acham que existe uma fórmula mágica para emagrecer sem esforço. E mesmo as dietas mais "milagrosas" (se é que isso existe) exigem um grande esforço, nada vem de graça.

Comecei meu processo de emagrecimento em julho do ano passado. Em três meses emagreci 10 quilos, mas de outubro em diante virou tudo uma bagunça, até dezembro não emagreci nada e em janeiro engordei 6 quilos. Retomei as coisas com mais garra no começo de fevereiro e, de lá para cá, já mandei embora os 6 quilos recuperados e emagreci outros 3.


Em setembro de 2012, bem antes de começar a dieta.
Em março de 2014.
Mas esse é um processo lento e que exige muito. Ninguém vai emagrecer da noite para o dia e sem esforço, a não ser que esteja com alguma doença grave. Eu mudei completamente a minha alimentação e condicionei o meu corpo a querer exercício físico. Enquanto estou aqui escrevendo, minha cabeça não pára de me lembrar de que tenho natação daqui a 40 minutos. Por mais preguiça que eu esteja, ou até mesmo morrendo de cólicas (como hoje) eu me obrigo a nadar de terça a sexta. Posso não fazer esteira ou caminhar no parque todos os dias, mas me obrigo a nadar. Porque sei que me faz bem, porque eu sempre me sinto bem depois que estou dentro da água e porque sempre me animo quando vejo os resultados na balança.

Essa semana tem sido particularmente difícil. Eu normalmente não sou muito fã de doces, nem mesmo na tpm, mas a desse mês veio com tudo. E haja meios de saciar a vontade sem enfiar o pé na jaca, porque o que mais tem por aí é opção gostosa e engordativa. Mas estou orgulhosa de mim, porque tenho feito o meu melhor possível, escolhendo as opções mais saudáveis e menos calóricas. Pode parecer simples, mas não é e só quem está passando por isso sabe do que eu estou falando. É preciso muita força de vontade e garra, emagrecer de verdade não é para os fracos.

Ainda tenho um longo caminho a percorrer, ainda faltam 15 quilos para serem eliminados. Mas cada vez que eu subo na balança, cada vez que uma roupa fica larga em mim, eu me sinto feliz e orgulhosa do meu esforço. Mesmo que ninguém note, mesmo que ninguém saiba, isso é uma vitória interna minha, que me alegra imensamente. E nem digo que não notam ou não saibam porque ninguém se importa não, é porque meu emagrecimento não é tão visível assim, mesmo tendo saído dos 92 quilos para 79. Mas, para mim, saber disso já é o mais importante.

E o que eu queria quando pensei em vir ao blog e falar tudo isso? Algo que não tenho feito muito por aqui, compartilhar. Dizer que é difícil, que dá trabalho, mas é muito recompensador. Então, se você está no mesmo caminho que eu, não desista. A luz no fim do túnel pode estar longe (como está para mim), mas as pequenas recompensas do meio do caminho nos motivam a continuar.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires