Programa de mãe: A Culpa é das Estrelas


Eu imagino uma pessoa que está, inadvertidamente, parada em frente a uma saída de sala de cinema. De repente começam a passar várias outras pessoas por elas, todas com os olhos inchados e vermelhos, de chorar. Imagino o que essa pessoa deve imaginar, enquanto não descobrir que está na saída do filme A Culpa é das Estrelas.
Mas eu acredito que isso seja o que você mais ouviu falar sobre esse filme: que faz chorar. E como eu sou uma pessoa que muito raramente chora em filmes, não vou focar meu post nesse aspecto, embora também tenha chorado um pouco (e também ri na hora em que tinha sinfonia de fungadas na platéia)

A primeira palavra que me vêm à mente quando penso nesse filme é: lindo! Mas não é só isso. Eu penso também: um dos filmes mais lindos que já vi nos últimos tempos. E - prestem bem atenção - penso também uma coisa inédita: que, pela primeira vez, gostei mais de um filme do que de um livro. Pela primeira vez não me aborreci porque faltaram pedaços do livro no filme, pela primeira vez não achei que isso fez falta. Acho que vou ali me internar e já volto...

Esqueça a idéia de que vai encontrar um dramalhão apelativo. A Culpa é das Estrelas fala sobre câncer, sobre amor adolescente, sobre perda, mas não entra em nenhum dos clichês mais comuns, nem usa isso como apelação para fazer o espectador chorar. Assim como o livro, o filme é inteligente, engraçado e emocionante.

Agora chega de falar. Assiste ao trailer aqui embaixo e, se assistir ao filme no cinema, volta aqui pra comentar o que achou! Okay?


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires