O que fazer para diminuir os efeitos da seca e poluição?


O tempo está bem seco em grande parte do país. E com isso, muita gente sofre, principalmente as crianças. Como tenho visto muitas amigas minhas tendo problemas com seus filhos e eu em casa vejo meu marido alérgico sofrendo também, resolvi compartilhar essas dicas que eu recebi da equipe do Sorine, que está lançando uma campanha chamada “Atitudes para respirar bem”, com o objetivo de chamar a atenção de todo o Brasil para a importância da higiene nasal como forma de prevenir doenças respiratórias. 

Segundo os especialistas, a higienização nasal previne as crises alérgicas porque ajuda a descongestionar as vias aéreas superiores, fazendo com que o nariz fique limpo das impurezas que normalmente irritam a mucosa. Estudos mostram ainda que a prática da higienização nasal diária com solução de cloreto de sódio reduz os sintomas de rinite alérgica e pode prevenir infecções respiratórias.

“É muito importante manter a lavagem nasal diária com solução de cloreto de sódio, mais conhecido como soro fisiológico. Esse é um hábito que precisa ser incorporado ao dia a dia da população como forma de prevenir e minimizar a incidência de problemas respiratórios”, afirma o Dr. Gustavo Wandalsen – médico pediatra professor adjunto da disciplina Alergia, Imunologia Clínica e Reumatologia do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina – UNIFESP.

A higienização diária fluidifica as secreções, ajudando em sua eliminação e, consequentemente, mantendo a mucosa nasal livre de impurezas. “Hoje em dia, existem soluções de cloreto de sódio a 0,9% em spray, como Sorine, que facilitam a limpeza em adultos e crianças”, conclui o Dr. Gustavo.

Confira o que é importante saber: 

• Evitar permanecer muito tempo em ambientes muito refrigerados.
• Criar o hábito da higiene nasal com lavagens diárias com soro fisiológico. 
Não usar descongestionantes nasais sem indicação médica. 
• Se houver secreções, evite fungar. Assoar o nariz sem muita força, usando lenço descartável. 
• Manter o ambiente de dormir bem arejado. 
• Pessoas alérgicas devem evitar  roupas de lã, carpetes, bichinhos de pelúcia, cortinas de pano e colchas felpudas. 
• Na faxina de casa, evitar usar espanador. Prefira um pano úmido.
• Não pratique esportes ao ar livre em horário de tráfego intenso.
• Plante atitudes contra a poluição.
• No inverno evite locais fechados com grande concentração de pessoas
• Em dias de inversão térmica, intensifique a higiene nasal.
• Dê preferência aos transportes coletivos (ônibus, trem, metrô) e os transportes verdes: bicicleta, patins, skate. Procure deixar o seu carro somente para os fins de semana.
• Nos dias em que a umidade do ar estiver muito baixa, tome bastante água.

 Se quiser mais dicas, acesse o site www.inspiracaoverde.com.br e a hashtag #atitudespararespirarbem

Será que não estamos boicotando o aprendizado de nossos filhos?

Imagem: Dreamstime

A gente sempre ouve dizer que criamos filhos para o mundo. Mas o quanto realmente temos consciência disso? E o quanto realmente fazemos as coisas nesse sentindo, ou seja, o quanto preparamos e realmente criamos nossos filhos para enfrentar o mundo?

Eu sempre achei que estava fazendo o melhor para que eles soubessem se virar sozinhos. Até que um dia me dei conta de que estava sabotando o aprendizado deles com a minha impaciência e minha mania de perfeição. E quantas de nós não fazemos o mesmo? Não deixamos que eles guardem as roupas porque não ficam bem dobradas. Não deixamos que eles coloquem os pratos na pia porque não seguem a ordem que fazemos dentro da pia. Não deixamos que eles arrumem o quarto porque demoram demais e estamos com pressa.

Até com os maridos a gente faz isso! Quantas vezes não vi amigas minhas reclamarem que os maridos não ajudam em casa, mas no decorrer da conversa percebemos que muitas vezes, quando eles tentam ajudar, são boicotados por elas que acham que eles não fazem as coisas do jeito certo. É a velha história de querer ser a rainha do lar, no pior sentido possível.

Deixar que nossos filhos aprendam em seu próprio ritmo e com seus próprios erros não é uma tarefa fácil. Mas prefiro encarar que é um aprendizado para eles e outro para mim. O Vítor tirou especialidade de costura no Escotismo e agora cismou que ele mesmo irá costurar os distintivos em seu uniforme. E se formos pensar direito, ele está coberto de razão. Na primeira tentativa ele conseguiu quebrar a agulha e meu primeiro impulso foi dar uma enrolada nele e eu mesma costurar tudo, como sempre fiz (não que eu seja muito boa nisso também). Mas parei e pensei: como ele vai aprender se eu ficar boicotando o aprendizado dele? Os erros são uma parte importante desse processo, é preciso respirar fundo e ter paciência. Desta vez eu consegui fazer isso, fui na mercearia ao lado da casa e comprei outras 10 agulhas, para que ele tenha mais opções da próxima vez...

Claro que é preciso ter sempre em vista os riscos e respeitar que crianças de diferentes faixas etárias têm diferentes graus de aprendizado. E se ela pode se machucar aí não dá para deixar mesmo. Mas, no caso da costura, por exemplo, o máximo que pode acontecer é ele espetar o dedo algumas vezes, isso não mata ninguém. Em outros casos, como cozinhar, uma supervisão (sem muitas interferências) resolve. E os resultados serão muito importantes, mesmo que só mostrem suas caras lá no futuro.

Ah! Outra coisa que considero super importante é quebrar com os velhos tabus: meninas aprendem tarefas domésticas, mas meninos não. Os maridos de hoje, que não sabem como ajudar em casa, foram criados sob esses tabus, é realmente isso que queremos perpetuar? Alice ainda é pequena e o aprendizado dela ainda está no começo, mas farei o possível para que seja feito da mesma forma do irmão, que com 8 anos já sabe cozinhar alguns pratos simples, lavar suas cuecas e arrumar seu quarto (tá, essa parte ainda precisa de um aperfeiçoamento, mas não foi por falta da mãe ensinar). Espero que minha futura nora me agradeça um dia.

E você, como tem lidado com isso?

*post publicado originalmente no extinto blog Mulher e Mãe, em agosto de 2012

Ansiosos pela Bienal do Livro de SP? Tem "esquenta" em Shopping de São Caetano!


Eu não sei vocês, mas aqui em casa só se fala de Bienal do Livro. É um tal de guardar dinheiro, perguntar que dia vamos, fazer lista de livros... Mas como só começa no dia 22 de agosto, o negócio é ter paciência e esperar o grande dia chegar.

Enquanto isso, que tal fazer um esquenta. O ParkShopping São Caetano recebe, a partir de hoje (13 de agosto) uma Feira do Livro promovida pela Editora Pé da Letra. Tendo como foco a literatura infantil, o evento oferece também programação cultural gratuita para seus visitantes e vai até o dia 7 de setembro.

Além das opções de leitura, a feira ainda conta com atividades e apresentações gratuitas de sexta a domingo, com Pockets Shows, Contações de Histórias, Caricaturistas, Recitais Poéticos, Teatro de Fantoches e Oficinas. 

Programação:

15/08, às 18h - Oficina de arte: Com canetinhas, lápis de cor e giz de cera todas as crianças poderão colorir vários desenhos do amiguinho da Pé da Letra.

16/08, às 15h - Teatro de fantoches: Os 3 porquinhos: A história clássica de Três Porquinhos é contada por fantoches.

17/08, às 16h - A hora do conto com Branca de Neve: A princesa Branca de Neve irá até a Feira do Livro para contar muitas histórias em que o bem sempre vence as bruxas malvadas e que todo conto de fada tem um final feliz.

22/08, às 18h - Oficina de dobradura: Crianças de todas as idades serão apresentadas a arte de dobraduras, técnica de origem japonesa que trabalha com papel e dobraduras, de forma fácil e divertida.

23/08, às 16h - Pocket Show Musical com James Misse: O autor e músico James Misse apresenta um recital recheado de poesia e música voltado para crianças de todas as idades e também para os pais. Durante a apresentação, de forma descontraída, o autor estimula nas crianças o gosto pela leitura. Para isso, valoriza a cultura brasileira mostrando a magia das cantigas de roda, contação de histórias, das trovas populares, adivinhas e parlendas.

24/08, às 15h - Caricaturista Vetillo: O artista Eduardo Vetillo, ilustrador dos estúdios da Disney, fará caricaturas para as crianças e os pais para que possam levá-las para casa como recordação do evento.
29/08, às 18h - Oficina de cataventos: A atividade vai mostrar como confeccionar um catavento de papel. A proposta é estimular as crianças a explorar o espaço ao seu redor e interagir com objetos levando em conta a velocidade e ação do ar e do vento.

30/08, às 15h - Pocket Show para família com D'Zambe: Com música, alegria e animação, os contadores Júlio e Débora levam o encantamento das histórias, das músicas e das brincadeiras infantis. Essa apresentação conta com canções do mais novo CD da dupla, com músicas próprias em ritmo de blues, rock e diversos ritmos voltados para crianças e adultos.

31/08, às 16h - Contação de histórias com Alice no país das maravilhas: o clássico Alice no País das Maravilhas será contado para as crianças.

05/09, às 18h - Oficina de massinha: Com massinhas de modelar as crianças terão a oportunidade de criar o que quiserem, o objetivo é incentivar a imaginação por meio dos sentidos do tato e visão.

06/09, às 16h - A hora do conto com a Princesa Bela: A princesa Bela viajou para o mundo dos livros em busca de grandes aventuras e irá contar um pouquinho do que aconteceu por lá aos visitantes da feira.

07/09, às 16h - Encontro com o Ursinho Pooh: Ursinho Pooh sai da sua floresta e irá para o shopping à procura de mel e travessuras. Ele vai aproveitar para contar uma história com a ajuda de todas as crianças num encontro emocionante e repleto de muitas brincadeiras.


Serviço - ‘Feira do Livro’ no ParkShopping São Caetano
Data: De 13 de agosto a 7 de setembro
Horário: segunda a sábado, das 10h30 às 22h30, aos domingos e feriados, das 14h às 20h.
Evento Gratuito
Endereço: Alameda Terracota, 545, Espaço Cerâmica, São Caetano do Sul – SP
Horário de funcionamento do shopping: de segunda a sábado, das 10h30 às 22h30, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h.


As canetas para vidro e a paz que elas trazem


No começo do ano, quando eu fui fazer as compras de material escolar das crianças, dei de cara com essas canetas. Já tinha visto algumas mães falarem sobre o assunto, mas nunca tinha visto para comprar. Claro que não pensei duas vezes e comprei. Mas na confusão de separar material, entregar na escola e coisa e tal, acabei guardando as canetas e esqueci delas.

Um dia desses abri a sacola de reserva de materiais escolares perto da Alice e ela viu as canetas, na hora catou e me perguntou o que era. Esse dia era particularmente complicado, ela estava agitada e eu precisava resolver algumas coisas, então dei as canetas a ela e mandei desenhar na minha janela. Que ideia maravilhosa! Ela desenhava, apagava, desenhava de novo...



Alguns dias depois o Vítor resolveu que também queria desenhar e eles dividiram os vidros da janela entre eles. Mais tarde, no mesmo dia, ele decidiu que era hora de enfeitar a nossa casa para a Copa. E assim estamos, com as janelas todas pintadas de verde, amarelo e azul. Na hora que cansamos, basta passar um pano e eles podem começar tudo de novo. Nada como um pouquinho de paz...rsrs

Deliciosos e Disfarçados: molho de tomate turbinado

Bonito, gostoso e saudável!
Hoje eu vou dividir com vocês mais uma receitinha Deliciosa e Disfarçada. Na verdade, a receita não é minha, quem me passou foi a linda da Thaís Scavassa (ela tem uma loja recheada de coisas fantásticas, a Leão Leãozinho). Fiz uma versão reduzida para testar, há umas duas semanas. Como já usei tudo, hoje eu fiz com as quantidades da receita e rendeu muuuuuuuito! Deixei um pouco para usar logo e congelei o resto (aí fiz almôndegas ao molho e usei tudo, vou ter que descongelar mais, fuen).

Primeiro vou colocar a receita e depois vou colocar meus comentários, tá?

Ingredientes:

1,5kg de tomate bem maduro 

2 beterrabas 

2 cebolas
2 dentes de alho
3 abobrinhas pequenas
3 cenouras pequenas


Como fazer: 
1 - Rale a abobrinha e a cenoura e refogue com o alho e um pouco de azeite;
2 - Bata no liquidificador os tomates com pele e semente, junto com a cebola e a beterraba(crua)
3 - Acrescente os tomates batidos no refogado dos legumes e cozinhe mais um pouco.

Vamos aos comentários? 

1 - Eu reduzi a quantidade de beterraba para uma porque dá uma coloração muito rosa e as crianças reparam logo e comentam. Aí acaba o disfarce, não é? Aliás, colocar purê de beterraba nas comidas é um sofrimento, um pouquinho de nada e fica tudo "rosão". Alice acha lindo, adora rosa, mas o Vítor que é mais enjoado já vai logo comentando. Mas come.

2 - Na hora do refogado eu coloco a cebola também.

3 - Eu bato tudo junto, inclusive os legumes refogados. Talvez daqui a algum tempo eu comece a deixar mais, só que por enquanto quero o mais disfarçado possível.

4 - Já coloquei outras coisas, como um pouco de espinafre e manjericão. Mas sempre fico atenta às quantidades para não alterar muito as cores;

5 - Tentei bater os tomates inteiros no liquidificador, como fiz da primeira vez, com o processador. Mas não rolou. Então piquei em quatro, com pele e semente, como diz na receita;

6 - Compro embalagens para marmitas para congelar. Assim não ocupo todos os meus potes plásticos e dá para empilhar direitinho no freezer/congelador.

E aí na sua casa, como você faz para nutrir seus pequenos chatinhos com comidas diferentes? Se tiver alguma receita bacana e quiser compartilhar aqui é só falar!!

(Se quiserem ler o primeiro post da série Deliciosos e Disfarçados e porque chamo assim, clique aqui)
Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires