Exames detectam se há risco de parto prematuro ou perda de líquido amniótico

No semestre passado eu fui convidada para a inauguração da unidade VIP do laboratório Femme, que trabalha com prestação de serviços de medicina diagnóstica voltada exclusivamente à saúde da mulher. Essa semana eles me mandaram um texto sobre dois exames que não são de rotina durante a gravidez, mas que podem ser de grande utilidade em caso de risco ou angústia, a fibronectina e a amnisure. Como tem muitas grávidas que seguem o blog, achei que era interessante compartilhar!

Imagem daqui
"A gravidez é um período de muitas alegrias, mas também de cuidados redobrados com a saúde e o bem-estar. Por isso, além dos exames de rotina que devem ser realizados ao longo da gestação, existem outros procedimentos complementares que podem ser indicados. A fibronectina, por exemplo, mostra se há probabilidade de parto prematuro e o amnisure aponta se existe perda ou não de líquido amniótico.

“Esses exames ajudam a tranquilizar a gestante, diminuindo a ansiedade. Afinal, o estresse durante a gravidez também é ruim”, destaca o coordenador da área de Medicina Fetal do Femme Laboratório da Mulher, Dr. Roberto Cardoso.

Com as contrações, a fibronectina é liberada através do colo do útero da mulher. Dr. Cardoso explica que quanto mais substância tiver na região da vagina, maior o risco de parto prematuro. “Se o resultado do exame for negativo, a chance do bebê nascer nas próximas duas semanas é de menos de 10% mesmo que existam contrações uterinas. Mas se for positivo, há probabilidade de 50% de parto nas próximas duas semanas”.

Este teste de fibronectina é importante para tranquilizar a gestante e o obstetra, ou para tomar as precauções necessárias, caso o resultado seja positivo. “É indicado para gestação de 22 até 35 semanas e também para mulheres que têm contrações, tiveram parto prematuro anterior ou outro fator de risco, como gestação de gêmeos”, afirma o Dr. Roberto.

Já o teste amnisure detecta a proteína Placental alpha microglobulin-1 (PAMG-1), que está presente no útero, para saber se a gestante está perdendo líquido amniótico ou não. “Muitas vezes a grávida sente umidade na vagina e há a dúvida se é ou não líquido amniótico. É importante saber, pois se existe um rompimento da bolsa tem risco de infecção para a mãe e para o bebê, ou aumento da chance de parto prematuro”, explica o obstetra.

Em caso de positivo, a probabilidade de estar perdendo líquido é de 99,9%. Se for negativo, a chance de não haver perda de líquido amniótico é de 99,1%. O exame pode ser realizado por gestantes entre 15 e 42 semanas.

O Femme Laboratório da Mulher oferece ambos os procedimentos em sua unidade matriz, localizada na Rua Afonso de Freitas, 188 – Paraíso – São Paulo (SP). Os resultados são obtidos cerca de 60 minutos após a realização do exame."

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires