As mães e suas batalhas diárias (será preciso mesmo)

Mães precisam lutar um monte de batalhas diárias: fazer o filho comer, fazer o filho dormir, fazer o filho botar o casaco e por aí vai... E a gente sabe o quanto tudo isso é desgastante. Ao final do dia parece que a gente REALMENTE esteve numa batalha.

Mas outro dia me peguei pensando no quanto muitas dessas batalhas são inúteis e criadas por nós mesmas, pelas nossas necessidades, de controlar tudo, de que as coisas sejam exatamente do nosso jeito. E o quanto seríamos muito mais felizes se pudessemos abrir mão de algumas coisas.

Uma das combinações da Alice

Quando o Vítor era pequeno ele só se vestia com as roupas mais loucas do mundo, como fantasia do Homem-Aranha, galochas verdes com cara de sapo e gorro. Ou a máscara do Homem de Ferro. Dá para imaginar a sensação na rua? Durante meses só usou uniforme escolar e a fantasia do Harry Potter. Alice usa, há 4 anos, uma meia de cada par. Era um parto colocar duas meias iguais nos pés dela.

Nesses dois casos (e em muitos outros) eu tinha duas opções: arrumar uma briga monstruosa para que eles fizessem do jeito que eu queria ou deixar que eles fizessem do jeito deles. Afinal, qual é o grande mal, além de acharem que a mãe é louca? 😀 O tempo passou e as coisas foram mudando, o Vitor não usa mais galochas verdes (agora usa um boné de aba reta, urgh) e Alice já aceita colocar (as vezes) meias iguais sem chorar litros.


Com uma das fantasias, mas sem galochas hehehe

Nunca me esqueço de uma vez que li um livro sobre maternagem que falava um pouco sobre essas pequenas guerras domésticas. E um dos exemplos era chamar para o jantar na hora do desenho favorito e ter que arrancar as crianças da frente da tv. Ou combinar que vai esperar os 5 minutos que faltam se eles vierem imediatamente.

Claro que é mais fácil falar do que fazer, mas sinceramente é uma questão de acostumar o pensamento e as ações. E de treinar o desapego, da necessidade de ter sempre a palavra final. No fim, acho que aquela frase "você quer ser feliz ou ter razão? " tem o seu valor.

E vocês, já pensaram sobre o assunto

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires