15 livros infantis para espantar os medos mais comuns das crianças

Praticamente todas as crianças tem medo de alguma coisa. Mas algumas vezes os medos acabam impedindo essas crianças de fazer alguma coisa ou atrapalham na rotina diária (como o medo do escuro). Para a nossa sorte, existem vários livros infantis que nos ajudam a lidar com os mais diferentes tipos de medo, dando mais segurança às crianças. 

Por isso, resolvi fazer um post só com essas dicas. Ah, mas eu não fiz sozinha! Me ajudaram com dicas a Gisele do blog Kids Indoors, a Andréia do blog Coisas da Lara, a Anna do instablog Sobre Isso e Aquilo

1 - Chapeuzinho Amarelo - Chico Buarque (Editora José Olympio)

Conta a história de uma menina com medo do medo — uma menina amarela de medo — que transforma a fantasia dos contos em sua própria realidade, chegando ao ponto de não brincar, não se divertir, não comer, nem mesmo dormir.

Enfrentando o desconhecido “O Lobo”, ela supera medos, inseguranças e descobre a alegria de viver. Com sensibilidade, Chico Buarque constrói um texto no qual aparece com transparência o valor mágico que o autor atribui à palavra e não só trata com maestria nossos medos, como também, ensina as crianças a superar suas fobias.

2 - Grande Livro dos Medos - Emily Gravett (Editora Salamandra)

Todo mundo tem medo. O medo pode fazer qualquer pessoa se sentir incapaz. 'O Grande Livro dos Medos' foi pensado para ajudar pessoas a superarem suas fobias. Mas sua autora nem podia imaginar que um minúsculo ratinho ia ler o livro e dar a ele sua contribuição autoral. Cheio de buracos, páginas roídas, puídas e rabiscadas.






3 - A Princesinha Medrosa - Odilon Moraes (Editora Cosac Naify)

Neste livro, a pequena - e aparentemente frágil - princesa usa toda autoridade e prepotência para lidar com seus maiores inimigos: os medos do escuro, da solidão e da pobreza. Com toda sutileza característica das obras de Odilon, a princesinha não percebe que seu medo é, na verdade, do próprio medo. E, enquanto se ocupa em temer o invisível e o improvável, deixa escapar a própria felicidade. Será com a ajuda de um garoto, que lhe ensina a ouvir o sussurro das estrelas, que ela conseguirá lidar com a tristeza. Na quarta capa, a consagrada autora alemã Jutta Bauer exalta o talento de Odilon: "Como um grande cozinheiro, ele acrescenta alguns temperos secretos à receita. Com isso, faz da fábula algo inconfundivelmente seu".


4 - Gildo - Silvana Rando (Editora Brinque-Book)

Gildo é muito corajoso. Ele gosta de montanha-russa, de avião, de filme de terror e de cantar em público. Mas como quase todo mundo, existe uma coisa que o deixa apavorado... Sempre na noite anterior a alguma festinha de aniversário de um amigo, ele não consegue pregar os olhos, por que será? Acontece que ele tem muito medo de balões e isso o deixa muito preocupado de ir a festas.




5  - Cássio e o Monstro da Noite (Editora Biruta)


Cássio acorda no meio da noite ouvindo um ruído estranho. Animado, corajoso corre para pegar o monstro. Como será o Monstro da Noite que aparece quando Cássio quer dormir? Será que Cássio conseguirá pegar o monstro?







5 - Eu Não Tenho Medo - Todd Parr (Editora Panda Books)


Com seu estilo bem-humorado, Todd Parr incentiva as crianças a enfrentar os seus medos e dizer: Eu não tenho medo!








6 - Papai! - Philippe Corentin (Editora Cosac Naify)


Uma história antes de dormir para pegar no sono. Mas no meio da noite: 'Pai! Tem um monstro na minha cama!'. Afinal, quando começa o sonho e quando despertamos? Brincando com o ponto de vista do narrador, Philippe Corentin mostra neste livro que o outro talvez não seja tão diferente assim. 'Papai!' adentra o imaginário infantil para incitar as crianças a rirem dos próprios medos. E qual é a criança que não sente medo da noite, do escuro e de pesadelos? Uma prova de que é possível lidar com os temores infantis com leveza e bom-humor. 

7 - Alguns Medos e Seus Segredos - Ana Maria Machado (Editora Global)

Sentir medo de algo, real ou imaginário, nunca foi privilégio de ninguém. Até o mais valente dos valentes, no fundo, no fundo, sente medo de alguma coisa. Todo mundo tem seu medo, cada um tem seu segredo. Quem parece sempre forte, no fundo é meio sem sorte - tem que aguentar bem sozinho, sem ajuda, nem carinho. A obra mostra diversas maneiras de enfrentar os medos e as inseguranças, em três histórias.





8 - O Menino que Tinha Medo de Errar - Andrea Viviana Taubman (Editora Escrita Fina)

A gente erra e se engana e isso é bom para aprender! Pedro vive preocupado, com medo de errar. Prefere passar os dias sozinho, confinado em sua casa, a aproveitar a companhia dos amigos, porque tem medo de fazer alguma coisa errada nas brincadeiras. A escola, então, é uma preocupação sem fim para ele! Um lugar onde não faltam oportunidades para cometer deslizes. Mas com a ajuda de uma fada, Pedro percebe que viver reprimido o impede de experimentar momentos incríveis.

9  - Você Não Consegue Dormir, Ursinho? - Martin Waddel (Editora Brinque-Book)

Assim como muitas crianças, Ursinho tem medo do escuro. Quando chega a hora de dormir, ele não consegue pegar no sono - nem mesmo com o maior lampião de todos aceso ao seu lado.






10 - Coleção "Os Medos que Eu Tenho" - Ruth Rocha (Editora Salamandra)



 - Fantasma existe? fala sobre os temores simbólicos, ou seja, aqueles que sentimos e não conseguimos explicar. Lobo, monstro e escuridão entram nessa categoria. A história mostra que esse tipo de medo é só um sintoma e que é preciso investigar o que há por trás desse sentimento. 

-  Ninguém gosta de mim trata dos medos de não ser amado, de ser abandonado ou de ser trocado por outra pessoa. É uma boa pedida para crianças que estão vivendo a separação dos pais ou que estão prestes a ganhar um irmão. 

- Será que vai doer? traz à tona o medo que sentimos de nos machucar e o receio de sermos descobertos fazendo algo errado. Ele aborda também o medo do dentista, tão comum entre as crianças. 

- Tenho Medo mas Dou um Jeito explica os medos saudáveis, ou seja, aqueles que nos servem de alerta e são importantes para nossa sobrevivência. O livro mostra como lidar com esse tipo de receio, evitando que se torne nocivo.


11 - O Medo - Monteiro Lobato ( Editora Globinho)

Pedrinho está prestes a realizar um grande desejo: desvendar os segredos da mata. E o Saci é quem irá mostrar ao menino os misteriosos “entes das trevas”. Neste lançamento da Globinho, Pedrinho e Saci passam uma noite inteira no coração da mata e o neto de Dona Benta coloca à prova sua coragem. Guiado pelo Saci, ele vê de perto o Curupira e a sacizada, e conhece histórias de arrepiar como a do Jurupari, do Boitatá e do Negrinho do Pastoreio. Em meio a sustos e descobertas, Pedrinho aprende muito com o seu amigo de uma perna só que diz: “Uma coisa existe quando a gente acredita nela; e como uns acreditam em monstros e outros não acreditam, os monstros existem e não existem”. Mais do que falar sobre o folclore, essa história trata do fascínio que o medo dos seres fantásticos exerce sobre as crianças.

12 -  Coleção "Meus Medinhos" - Pedro Bandeira e Carlos Edgard Herrero (Editora Moderna)


Os dois escritores se uniram para criar esta série bem-humorada, com seis livros que fisgam o leitor desde o início. As narrativas atentam as crianças para a existência de diferentes pontos de vista e as estimulam a olhar por outros ângulos. Como protagonistas, personagens que costumam ser vilões mostram suas fragilidades ou o seu lado bom. 

- O pequeno bicho-papão apresenta o simpático Papinho, filho da mais assustadora das famílias de bichos-papões. O problema é que ele é muito medroso. Quando seus pais decidem que ele tem de fazer a menina Lucinha dormir, como tarefa para aprender a ser bicho-papão, o resultado não podia ser mais interessante... 

- A pequena bruxa. Na Pré-Escola de Bruxaria, a bruxinha Lalá tira de letra todas as lições, até as mais complicadas. No teste final de sua formatura, ela tem que sair sozinha pelo mundo e só voltar depois de ter feito sete maldades. Mas será que Lalá é mesmo malvada? 

-  O pequeno dragão fala sobre Dadá, o dragãozinho mais lindo que não é deste mundo. Afinal ele vem do mundo da imaginação. Na história, em vez de ser assustador e meter medo nas pessoas, o pequeno ser é bonzinho, simpático e faz todo mundo se divertir com ele. 

-  O pequeno fantasma explica que os fantasmas nascem nas fábricas de lençóis. Aquelas peças que saem com algum defeitozinho são rejeitadas pelo controle de qualidade e viram fantasmas que saem voando por aí. O protagonista desta história também tenta cumprir seu destino, determinado a se tornar corajoso. 

- Lobisbebê: Se todo mundo pode ter uma família e os filhos dos humanos são sempre fofinhos, por que os bebês dos lobisomens deveriam ser diferentes? O pequeno lobisomem apresenta o Lobisbebê, um bicho fofo que qualquer criança gostaria de fazer cafuné em seus pelinhos. 

- O pequeno monstro: Pode um monstro ser bonzinho? Se ele já nascer beijado, sim. Isso foi o que aconteceu com Chuac neste livro. Ele foi atingido por engano pelo beijo de uma mãe humana. A seu modo, Chuac ajuda crianças perdidas a encontrar o caminho de volta para casa

13 - Maluquinho Assombrado - Ziraldo (Editora Globinho)

Toda criança tem medo, mas adora escutar um caso assustador, misterioso, e de sentir aquele friozinho na barriga quando o relato acaba. Pois com a Turma do Maluquinho não é diferente: no livro Maluquinho assombrado, Ziraldo apresenta treze histórias em quadrinhos que colocam essa garotada famosa em meio a situações de arrepiar. Inspirado na cultura popular, o autor põe a turma para contracenar com personagens folclóricos, como o lobisomem e a mula sem cabeça, e até com uma famosa lenda urbana – a da loura do banheiro. “As histórias de assombração têm tudo a ver com a tradição e a cultura de nossos avós, e com os causos que eles nos contavam”, lembra Ziraldo. Além das histórias em quadrinhos, o livro inclui dicas de surpresas e truques para a criançada brincar com as situações de insegurança e aprender a lidar com os temores irracionais. Sentir medo nunca foi tão divertido!

14 - Coleção  "Quem tem Medo?"  - Ruth Rocha (Editora Salamandra)


Nos cinco livros desta coleção, Ruth Rocha conversa diretamente com o leitor e compartilha situações comuns a todo mundo. Com versos, rimas e humor, ela fala sobre o medo de passar vergonha, de ir ao médico, de dizer não, de encarar uma situação nova, de parecer ridículo... Esses e outros receios são encarados com naturalidade e desenvoltura e é impossível não se identificar com as situações apresentadas. 

Os títulos de cada livro indicam qual o tema da obra em questão: Quem tem medo de cachorro?, Quem tem medo de dizer não?, Quem tem medo de monstro?, Quem tem medo de ridículo? Quem tem medo de quê? e Quem tem medo do novo? Todos aconselham o leitor a usar o bom humor e o jogo de cintura na hora de encarar o medo, seja ele qual for.

15 - Coleção coleção "Nada de Medo" - Frédérique Agnès.(Editora Panda Books)



 - Marcelo - O porco que tinha medo de sujeira: Marcelo é um porquinho que tem muito nojo de sujeira. Nem pensar que ele brinca na lama com os amigos! Um dia, seu amigo, o cachorro Tom, o empurra na lama sem querer. É aí que Marcelo descobre um jeito de se divertir com os outros, mas ficando bem limpinho depois, como ele gosta! Ele até faz novos amigos nessa situação, que no começo parecia ruim, mas que depois fica boa! Você consegue imaginar como?

- Léo - O pássaro que tinha medo de altura: Léo vai precisar de uma ajuda muito especial para finalmente aprender a voar, porque ele tem medo de altura. Os seus irmãos Beto e Pedro já aprenderam faz tempo e Léo se sente excluído por ainda não saber bater as asinhas. Mas a graciosa passarinha Leia vai incentivando-o aos pouquinhos e dando coragem pra ele levantar voo. Assim, um dia ele consegue e é uma festa só! O que será que a Leia fez?

- Mimi  A Coruja que tinha medo de escuro: Todo mundo tentava ajudar Mimi a perder medo do escuro, mas não tinha jeito: quando chegava a noite, a corujinha tremia e piava sem parar. Todos reclamavam e seus pais não sabiam mais o que fazer! Até que um dia eles ficam sabendo que na floresta vive um sábio coelho, que dá conselhos muito bons! Mimi e seu pai partem em busca dele, com esperança de curar o medo da pequena coruja. Será que eles conseguem?

- Gaspar - O lobo que tinha medo de lobo: Gaspar é um lobo um pouco diferente da família dele. Ele não tem algumas partes do corpo pretas, como têm seus pais e sua irmã Zoé, e ele também é bem mais rápido e ágil do que os outros. Um dia, em busca de aventuras, o curioso Gaspar vai brincar além do grande carvalho da floresta, onde seus pais não deixam. E aí ele dá de cara com lobos que, no começo o assustam muito, mas depois ele vai vendo que tem mais semelhanças com os lobos do que imaginava. Por que será?

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires