Eu não sou uma mãe boazinha

Provavelmente você se assustou com o título desse post. Mas garanto que você não leu errado, é isso mesmo: eu não sou uma mãe boazinha. Na verdade já ouvi muito dos outros "nossa, como você é má" ou "você é muito brava". Sim, não sou uma mãe boazinha.

Eu deixo que meus filhos façam a mochila deles sozinhos. Sim, eventualmente eles esquecem estojos, cadernos e afins, mas eu não saio de casa no meio da tarde para levar nada disso se encontro por aqui (a não ser que seja algo muito importante). O pior que aconteceu até hoje foi ter que pedir um lápis emprestado para o colega, eles sobrevivem. E aprendem, porque comparativamente com os amiguinhos que as mães fazem tudo, esquecem mais do que os meus.

Eu não sou boazinha porque não arrumo a cama deles todos os dias, isso é tarefa deles. E por falar em tarefa, cada um deles tem uma lista a cumprir: dar comida para os gatos, limpar a caixa de areia, tirar o prato da mesa e lavar. Eventualmente eles também me ajudam com outras tarefas como estender roupas, varrer a casa, varrer a garagem, de acordo com o grau de desenvolvimento deles. Ah, também não tem café da manhã na mesa prontinho todos os dias. Eu ensinei os dois e juntos fazemos o que vamos comer. Se eu estou muito cansada ou doente e eles acordaram antes de mim, eles fazem sozinhos e nem me chamam.

Ainda não acabou, tem muito mais: eu não faço trabalho escolar para eles e não corrijo dever de casa. Na verdade, só sento para ajudar num dever de casa em casos muito esporádicos, o que significa que as vezes eles levam algum item errado. Aliás, esse é o pedido de todas as professoras que eles tiveram até hoje, mas mesmo assim ainda me olham com estranheza quando conto que faço isso. No escotismo, as especialidades que eles pediram para que eu avaliasse foram realmente avaliadas, com olhar de chefe. Eles realmente precisam cumprir os itens, eu ajudo no que for necessário, mas não faço por eles.

Eu não sou uma mãe boazinha, mas ensino a viver e estou sempre por perto para apoiar e ensinar quando eles erram. Não sou boazinha, mas abraço e beijo, estou sempre pronta para ajudar no que for preciso, principalmente quando vejo que eles realmente estão dispostos. Posso não ser boazinha, mas me considero uma boa mãe e eles já me disseram várias vezes que acham isso também. Então acho que estou no caminho certo.

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires