Testamos - livro infantil O Leão Papa-Desenhos

Quem nos segue no Instagram deve ter visto que, pouco antes das férias, recebemos mais um livro lindo da nossa parceira Pulo do Gato: O Leão Papa-desenhos, de Beniamino Sidoti e ilustrado por Gianluca Foli, dois italianos muito talentosos! A ideia era postar logo sobre ele, mas sabe como é, férias, carro, família, passeios... o livro andou mais de 2000 km (ida e volta) com a gente, foi lido um monte de vezes, emprestado para os amigos, levado para piqueniques literários. Mas foi tudo tão corrido que não tivemos tempo de escrever aqui sobre ele, coisa que estou resolvendo agora, já!



A história fala sobre um leão que gostava muito muitão de desenhos feitos por crianças. Esse era o alimento dele, as vezes comia centenas em um dia só. Se estivesse com muita fome podia comer até o dobro! Os pais obrigavam as crianças a desenhar bastante, porque temiam que o leão ficasse sem ter o que comer e começasse a devorar as pessoas. Mas a cada dia o leão ficava mais faminto e exigia mais e mais. As crianças estavam ficando muito cansadas e não estavam dando conta do recado. Um menino percebeu que se as coisas continuassem daquele jeito as crianças perderiam a vontade de desenhar, o que poderia ser uma tragédia. E então começou a bolar uma estratégia para resolver o problema.


Quem nos acompanha aqui sabe que eu não conto final de livro, então se você quer saber como essa história termina terá que ler O Leão Papa-desenhos. Garanto que você irá se divertir, o livro é muito legal e já virou um dos favoritos aqui de casa!

Espaço de Leitura (Sampa) tem atividades educativas e apresentações circenses nessas férias



O Espaço de Leitura, projeto do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, continua com a programação especial de férias sobre o circo. Neste domingo, às 15h, o palco do projeto vira picadeiro para receber a acrobata e malabarista Carol Rigoletto e suas performances de tirar o fôlego com chapéus, claves e bolinhas.

E todo sábado e domingo, as crianças e seus pais tem atividades que sempre começam com um livro e uma leitura diferente para cada dia, é o programa maiúsculos & MINÚSCULOS. Ao final, todas as crianças ganham um livro infantil da editora Peirópolis.
Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

Sábado, 22 de julho
11h
Oficina educativa
maiúsculos & MINÚSCULOS: Dominó de livros
Com educadores do Espaço de Leitura
O sorteio de adjetivos inusitados, como ‘enrolado, ‘quente’, ‘proibido’, ‘preguiçoso’, leva os participantes em busca de algum livro que tenha a ver com o conceito. Depois, todos justificam suas escolhas na dinâmica do jogo dominó. As crianças participantes ganham um livro infantil da Editora Peirópolis!
Atividade indicada para crianças acima de 4 anos acompanhas dos responsáveis.

15h
Oficina educativa
ESPAÇOLAB
Com educadores do Espaço de Leitura
Este é o lugar para a experimentação de novas linguagens. A equipe educativa e parceiros propõem dinâmicas como bailes dançantes, criações coletivas, performances, exercícios de escrita, expressões plásticas, sonoras e o que mais nossa imaginação mandar!
Atividade indicada para crianças de todas as idades acompanhas dos responsáveis.

Domingo, 23 de julho
11h
Oficina educativa
maiúsculos & MINÚSCULOS: Aperte aqui
Com educadores do Espaço de Leitura
O que será que acontece depois que a gente aperta um botão desenhado em um livro? Um convite para a ação e reação, a leitura em forma de jogo de “Aperte Aqui”, de Hervé Tullet, brinca com o formato analógico e modifica a experiência com o livro em papel. . As crianças participantes ganham um livro infantil da Editora Peirópolis!
Atividade indicada para crianças acima de 4 anos acompanhas dos responsáveis.

15h
Apresentação circense
VIDA DE PICADEIRO
Com Carol Rigoletto
Malabarista e acrobata da quarta geração de circo, Carol Rigoletto leva os expectadores ao cotidiano circense, apresentando números de malabarismo com bolinhas, claves, chapéus em um clássico e elegante show de controle corporal, coordenação motora, equilíbrio e concentração.
Atividade indicada para crianças de todas as idades acompanhas dos responsáveis.


CLUBE DE LEITURA
Toda sexta, das 14h às 15h
Atividade indicada para leitores adultos.

FEIRA DE TROCA DE LIVROS*
Todo domingo, das 14h às 17h
Uma boa forma de renovar a leitura. A cada dez livros trocados, você ganha um. Só não participam enciclopédias, dicionários, livros didáticos e religiosos.
Evento indicado para todas as idades.

ESPAÇO DE LEITURA

De terça a domingo, das 9h às 18h

Rua Ministro Godói, 180, Perdizes – Parque da Água Branca

Tel.: 11 2588-5811 | contatoespacodeleitura@sp.gov.br | facebook.com/espacode.leitura | instagram.com/espacodeleitura

Cine Gloob exibe mais de 30 filmes em agosto


O Cine Gloob, faixa dedicada à exibição de filmes na programação do canal Gloob, apresenta mais de 30 longas-metragens em agosto. Confira a programação:

Um Professor Bem Diferente
Dia 01.08 – Terça-feira, 14h30

Gordy, O Porquinho Heroi
Dia 02.08 – Quarta-feira, 14h30

Mee Shee, O Gigante Das Águas
Dia 03.08 – Quinta-feira, 14h30

Fish & Chips: O Filme
Dia 04.08 – Sexta-feira, 14h30

As Aventuras de Patigre e Sua Gangue
Dia 05.08 – Sábado, 9h30

A Festa do Garfield
Dia 05.08 – Sábado, 19h30

A Casa dos Contos de Fada
Dia 06.08 – Domingo, 9h30

O Garoto Formiga
Dia 06.08 – Domingo, 19h30
Dia 07.08 – Segunda-feira, 14h30

Um Cão do Outro Mundo
Dia 08.08 – Terça-feira, 14h30

Sr. Belo
Dia 09.08 – Quarta-feira, 14h30

Lotte e O Segredo da Pedra da Lua
Dia 10.08 – Quinta-feira, 14h30

Sam, Meu Amigo Mágico
Dia 11.08 – Sexta-feira, 14h30

Gordy, O Porquinho Heroi
Dia 12.08 – Sábado, 9h30

Labirinto: O Desafio Final
Dia 12.08 – Sábado, 19h30

Os Destemidos
Dia 13.08 – Domingo, 9h30

Esquadrão Bizarro – O Filme
Dia 13.08 – Domingo, 19h30
Dia 14.08 – Segunda-feira, 14h30

Bibi, A Bruxinha
Dia 15.08 – Terça-feira, 14h30

Pettson e Findus
Dia 16.08 – Quarta-feira, 14h30

O Reino do Rei Pena
Dia 17.08 – Quinta-feira, 14h30

Alfie, O Pequeno Lobisomen
Dia 18.08 – Sexta-feira, 14h30

Fish & Chips: O Filme
Dia 19.08 – Sábado, 9h30

Uma Garota Encantada
Dia 19.08 – Sábado, 19h30

As Aventuras de Patigre e Sua Gangue
Dia 20.08 – Domingo, 9h30

Batalha das Torres
Dia 20.08 – Domingo, 19h30
Dia 21.08 – Segunda-feira, 14h30

Prova de Fogo
Dia 22.08 – Terça-feira, 14h30

Tom Sawyer
Dia 23.08 – Quarta-feira, 14h30

As Férias de Ducobu
Dia 24.08 – Quinta-feira, 14h30

Bibi, A Bruxinha 2
Dia 25.08 – Sexta-feira, 14h30

Bicicletas de Belleville
Dia 26.08 – Sábado, 9h30

A Loja Mágica de Brinquedos
Dia 26.08 – Sábado, 19h30

Uma Aventura Animal - O Código de Marco Polo
Dia 27.08 – Domingo, 9h30

A Bruxinha e o Dragão 2
Dia 27.08 – Domingo, 19h30
Dia 28.08 – Segunda-feira, 14h30

Irmãos Urso, A Viagem de Volta Pra Casa
Dia 29.08 – Terça-feira, 14h30

Hui Buh, Um Fantasma Atrapalhado
Dia 30.08 – Quarta-feira, 14h30

Wolfy
Dia 31.08 – Quinta-feira, 14h30

Férias de Julho: Parque da Mônica tem atração musical sobre diversidade


O Parque da Mõnica está com uma nova atração musical estreando nestas férias: Mônica Azul promete conscientização em torno da diversidade e estréia no dia 1º de julho, seguindo durante todo o ano no palco principal do maior parque coberto da América Latina.

Adaptação de uma histórica e premiada aventura dos gibis criada por Mauricio de Sousa há mais de 45 anos, o espetáculo musical foi produzido especialmente para comemorar o 2º ano do Parque. Embalado por inéditas canções, Mônica Azul tem cerca de 20 minutos de duração e conta com a participação da Turminha mais amada do Brasil: Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão, Jeremias, Luca, Bidu, Dorinha e Franjinha.

Sinopse: Já imaginou, em um belo dia no bairro do Limoeiro, a Mônica amanhecer azul?  Após o susto, a dentucinha sai de casa para buscar ajuda e encontra os amiguinhos no campinho.  O que teria acontecido? Um feitiço, uma brincadeira? Como será a reação da Turminha? Os diálogos que se sucedem à reação de surpresa dos amiguinhos divertem e emocionam, ao mesmo tempo em que chamam a atenção para a necessidade de aceitar as diferenças. Entre as cenas, destaque para o dueto “Muito além do que os olhos vêem” entre Mônica e Dorinha, a garotinha da Turma que tem deficiência visual. Como será o fim desta linda história? Junte-se à Turminha nessa nova aventura no Parque da Mônica.

Serviço:

Parque da Mônica
Shopping SP Market – Av. das Nações Unidas 22.540 – São Paulo – SP 
Horário de funcionamento em julho
Especialmente para as férias de julho, a partir do dia 1º, o Parque da Mônica estenderá seu horário de funcionamento: de terça a sexta, das 11h às 18h, e aos fins de semana, das 11h às 19h. O parque estará fechado somente às segundas.
Confira o calendário em: http://parquedamonica.com.br/calendario

Preços dos passaportes: 
Individual meia-entrada: R$ 77,00
Pacote para duas pessoas: R$ 198,00
Pacote para três pessoas: R$ 294,00
Pacote para quatro pessoas: R$ 388,00
Pacote para cinco pessoas: R$ 480,00
Individual inteira: R$154,00
Gestantes: R$ 40,00
Idosos e Acompanhantes de pessoas com deficiência pagam meia-entrada: R$77,00
Pessoas com deficiência isentas de pagamento
Crianças até 12 anos pagam meia-entrada: R$77,00

Férias de julho: Circo e Alegria no Espaço de Leitura (São Paulo)


A Família Tangará apresenta o melhor do circo tradicional com números de magia, ilusionismo, performances com bambolê e as trapalhadas do palhaço Batatinha. É neste domingo, dia 9, às 15h.
Aos sábados e domingos, às 11h, o programa maiúsculos & MINÚSCULOS propõe atividades a partir de livros para os pequenos acompanhados de seus grandinhos.
Todas as atividades e apresentações são gratuitas!

Sábado, 8 de julho
11h
Oficina educativa
maiúsculos & MINÚSCULOS: Dinos do Brasil
Com educadores do Espaço de Leitura
Após a mediação do livro “Dinos do Brasil”, de Luiz Eduardo Anelli. os saem em busca de possíveis fósseis pelo parque da Água Branca. Na volta, todos recriam um dinossauro com base na estrutura apresentada pelo livro. Ao final da atividade, as crianças ganham um livro infantil da editora Peirópolis.

15h
Oficina educativa
ESPAÇOLAB
Com educadores do Espaço de Leitura
Este é o lugar para a experimentação de novas linguagens no Espaço de Leitura! A equipe educativa e parceiros propõem dinâmicas como bailes dançantes, criações coletivas, performances, exercícios de escrita, expressões plásticas, sonoras e o que mais nossa imaginação mandar!

Domingo, 9 de julho
11h
Oficina educativa
maiúsculos & MINÚSCULOS: Telefone sem fio
Com educadores do Espaço de Leitura
A atividade começa com a mediação do livro “Telefone Sem Fio”, de Ilan Brenman, que desencadeia a brincadeira de telefone sem fio a partir dos títulos do acervo. Cada participante desenha o que ouviu e depois todos acompanham a mudança da frase pelos desenhos. Ao final da atividade, as crianças ganham um livro infantil da editora Peirópolis.


15h
Apresentação circense
O espetáculo circense
Com Família Tangará
Nesta apresentação de circo tradicional, a Família Tangará apresenta o palhaço Batatinha, a sensacional girafa dançante, números de magia, ilusionismo com cubo e as performances com a lira, um grande bambolê que fica suspenso por cordas.

CLUBE DE LEITURA
Toda sexta, das 14h às 15h
Atividade indicada para leitores adultos.

FEIRA DE TROCA DE LIVROS*
Todo domingo, das 14h às 17h
Uma boa forma de renovar a leitura. A cada dez livros trocados, você ganha um. Só não participam enciclopédias, dicionários, livros didáticos e religiosos.
Evento indicado para todas as idades.

Férias de Julho: Parque da Mônica leva às crianças as brincadeiras de infância dos pais


O Parque da Mônica está com atrações especiais de férias para as crianças que visitarem seu espaço, mostrando a elas um  universo de brincadeiras que marcaram a infância de muitos adultos. O Movimento Brincadeira é um circuito com seis estações que garante a diversão para crianças e, para os adultos, a lembrança de como é bom brincar e incentivar esses momentos para seus filhos. Além de Amarelinha, Vai e Volta e O Mestre Mandou, o espaço conta com atividades como Morto Vivo, Peteca e Boliche.

O Movimente Brincadeira acontece no Teatro da Mônica, até dia 31 de Julho, com 18 minutos para percorrer todo o circuito, com capacidade para sessenta crianças por vez, sendo dez crianças em cada estação.

Serviço:

Parque da Mônica
Shopping SP Market – Av. das Nações Unidas 22.540 – São Paulo – SP
Horário de funcionamento em julho
Especialmente para as férias de julho, a partir do dia 1º, o Parque da Mônica estenderá seu horário de funcionamento: de terça a sexta, das 11h às 18h, e aos fins de semana, das 11h às 19h. O parque estará fechado somente às segundas.
Confira o calendário em: http://parquedamonica.com.br/calendario

Preços dos passaportes: 
Individual meia-entrada: R$ 77,00
Pacote para duas pessoas: R$ 198,00
Pacote para três pessoas: R$ 294,00
Pacote para quatro pessoas: R$ 388,00
Pacote para cinco pessoas: R$ 480,00
Individual inteira: R$154,00
Gestantes: R$ 40,00
Idosos e Acompanhantes de pessoas com deficiência pagam meia-entrada: R$77,00
Pessoas com deficiência isentas de pagamento
Crianças até 12 anos pagam meia-entrada: R$77,00

Testamos - livro infantil Alguém para jogar com Bóris (Editora Pulo do Gato)

Fiquei um tempinho sem postar, mas aos poucos a vida vai entrando nos eixos e o blog vai voltando à ativa. Antes da postagem que fiz ontem, a última foi em março, acho que nunca tinha ficado tanto tempo longe daqui. Então bora colocar a mão na massa e tirar o atraso, que tem muita coisa legal para falar aqui!

 Hoje vou contar sobre o primeiro livro que recebemos da nossa parceira, Editora Pulo do Gato: Alguém para Jogar com Bóris. Mateus é um menino que ganhou, no dia do seu aniversário, uma bola de futebol e um um porquinho. Ele bem que tentou jogar futebol com  novo amigo, mas ele não era muito bom. Então os dois saíram por aí a procurar alguém que pudesse participar da brincadeira.

O livro tem imagens muito bonitas, que fogem do tradicional que costumamos ver por aí em outros livros infantis, mesclada com imagens reais. Tanto a capa quanto as páginas são mais grossas, o que facilita o manuseio por crianças pequenas sem que ele estrague com facilidade. E a história traz uma linda lição de amizade!

Dados do livro:

Título: Alguém para jogar com Bóris
Autor: Edward van de Vendel
Ilustrador: Alain Vester
Páginas: 38
Editora: Pulo do Gato

Novidade: JUACAS, série original da Disney estreiou esta semana


JUACAS, a mais nova série original para televisão, estreiou nesta semana no Disney Channel, com episódios inéditos de segunda a sexta às 19h. No episódio de estreia chegou a temporada do CAOSS (Campeonato Anual de Ondas Super Surfe) e é hora dos times se inscreverem. Os Red Sharks e as Sirenas já estão com o time formado. Mas o Rafa, que acabou de chegar, está à procura de outros dois surfistas para completar o seu time. Billy e Jojó estão na área... 

Confira o que vai rolar esta semana!

Episódio 1
Rafa Smor chega ao CAOSS para montar uma equipe. Descobrimos que ele é um grande admirador da equipe Juacas, que hoje está extinta. Rafa mostra seu amuleto dos Juacas para Cezinha e diz que foi o próprio Juaca quem lhe entregou. Conhecemos os Red Sharks e as Sirenas. Rafa conhece Billy e Jojó e consegue montar um time para competir no CAOSS. Mas será que eles vão conseguir chegar a tempo de se inscrever?

Episódio 2
Após muitas confusões com a inscrição, Rafa, Billy e Jojó têm suas pranchas atropeladas pelos Red Sharks. Guga e Toco trazem pranchas para os meninos surfarem – são as antigas pranchas dos Juacas, que enfeitavam o restaurante O PICO. Mas pranchas são muito velhas, pesadas e todos os outros times parecem estar muito mais preparados do que eles. Será que os três conseguirão se classificar para o CAOSS?

Episódio 3
Os Juacas chegam em seu chalé no Condomínio – o lugar está caindo aos pedaços! Rafa começa a treinar com os meninos, mas suas habilidades de líder são postas à prova. Billy e Jojó vão surfar numa praia perigosa, contrariando o capitão. Rafa conversa com Dona Juma e fala sobre como conseguiu o amuleto. Enquanto isso, Rafa também tem que despistar seu pai. Ele conta com a ajuda de Guga e Toco que armam tudo para que o Juaca consiga sustentar sua mentira.

Episódio 4
Os Juacas, Brida, Guga e Toco fazem uma expedição para encontrar o Templo do Surf, o lugar onde o Professor Juaca pode estar escondido. Mas o lugar é mais perigoso e esquisito do que eles imaginaram. Enquanto isso, no chalé super moderno dos Red Sharks... Mahla engana Seba e vai a um evento dos Red Sharks no lugar do capitão como o “rosto da marca”.

Episódio 5
Os meninos chegam ao Templo do Surf, mas ficam arrasados ao conhecer o verdadeiro Juaca. Rafa continua tentando ser um bom técnico para os Juacas, mas lhe falta experiência. Ele conversa com Leilane, que lhe dá uns conselhos sobre como ser um bom técnico. É noite de Ano Novo! Billy está doido para colocar em prática suas “estratégias” para pegar todas as gatinhas no réveillon enquanto Jojó só consegue pensar em sua namorada Lourdinha e resolve fazer um vídeo romântico pra ela. Mahla morre de ciúmes da aproximação entre Rafa e Leilane e os dois discutem.

Episódio 6
Jojó está morrendo de saudades de casa. Os Juacas têm uma briga e ele resolve voltar pra Minas e para sua namorada Lurdinha. Rafa e Billy encontram um novo surfista para ocupar o lugar de Jojó: Robert Nisson, campeão mundial de surf de piscina. Mas as coisas não são tão simples quanto parecem. Kika chega de São Paulo e encontra Rafa, seu amigo de curso de inglês. Ela explica que está procura de seu avô, o Professor Juaca, e Rafa fica chocado ao descobrir essa ligação entre os dois. Ele avisa que o Juaca é bem durão, mas a menina insiste em pegar as direções para ir até o Templo do Surf e reencontrar seu avô.

JUACAS é uma coprodução da Disney com a Cinefilm e a Chatrone. Gravada nas praias de Itacaré, na Bahia, a série retrata o universo do surfe tendo como ponto central a etapa do CAOSS (Campeonato Anual de Ondas Super Surfe), uma competição entre várias equipes de surfe, entre elas: os Juacas, os Red Sharks e as Sirenas. A série traz no elenco principal os atores André Lamoglia, Bruno Astuti, e Marino Canguçú no time dos Juacas; Eike Duarte, Juan Ciancio e Rafael Castro no time dos Red Sharks; e as atrizes, Isabela Souza, Larissa Murai e Mariana Azevedo como as Sirenas; Clara Caldas, como Kika, neta do Professor Juaca, Guilherme Seta e Mateus Mahmoud, como os espoletas Toco e Guga. Entre as participações especiais, estão Suzy Rêgo, como Dona Juma, sempre pronta para curar os males; e Nuno Leal Maia, no papel do Professor Juaca, responsável pela formação dos maiores surfistas das últimas gerações.
  
*Horário de estreia sujeito à alteração sem aviso prévio

JUACAS, a história

Todo ano, no auge das férias, acontece o CAOSS (Campeonato Anual de Ondas Super Surfe), que atrai milhares de turistas, surfistas e centenas de jovens em busca de um sonho: se tornarem surfistas profissionais. O CAOSS é uma série de campeonatos de equipes de surfe que acontecem desde 1978 e que já revelou talentos, atraiu apaixonados pelo surfe de todo Brasil e do mundo e lendas do esporte em busca das ondas perfeitas. A equipe que ganhar o CAOSS tem o passaporte garantido para continuar competindo como profissional nos circuitos oficiais. Nas últimas edições, os poderosos e bem patrocinados Red Sharks têm sido o time campeão. Mas este ano vai ser diferente! O antigo time Juacas, desaparecido há 10 anos devido ao sumiço do seu líder – o Professor Juaca – reaparece para disputar o CAOSS e voltar ao circuito. Sem muitos recursos e nem patrocínio, os Juacas enfrentarão os imbatíveis Red Sharks, o primeiro time composto só de mulheres, as Sirenas, além de várias outras equipes sedentas pelo título. É muita expectativa e tensão no ar! Com muita aventura, comédia e emoção, os Juacas terão que lidar com as dificuldades do campeonato e da adolescência.

Deixem os brinquedos serem apenas brinquedos


Tenho visto muita gente reclamando da atual geração. Nutella, dizem por aí. Mas de quem é a responsabilidade das novas gerações serem como são? De nós, pais e mães, é claro. E um bom exemplo disso é a nova mania de atribuir novas funções para os brinquedos. Desde quando eles passaram a ter uma função mais importante na vida das crianças do que somente divertir?

É claro que desde que o mundo é mundo os brinquedos fizeram muito mais do que entreter as crianças. Eles sempre desenvolveram várias habilidades manuais, treinaram para situações futuras e muito mais. Mas os pais de antigamente não tinham muito essa visão de só dar um brinquedo para a criança se ele tivesse esse ou aquele outro atributo extra.

Um bom exemplo disso é o novo queridinho da criançada, o spinner. No começo era só uma "modinha", as crianças todas querendo e os pais pensando se davam ou não. Então apareceram várias "reportagens" que diziam que o brinquedo havia sido criado para crianças com autismo e déficit de atenção. Pronto! Aí sim, diziam alguns, agora valia a pena comprar o spinner, quem sabe assim ajuda as crianças a ter mais foco e atenção e... para tudo, gente! Nem vou entrar no mérito do fato de que essa suposta origem pode nem ser verdadeira (para variar, as pessoas compartilham antes de conferir a veracidade da notícia). Mas me questionamento é o motivo pelo qual antes as crianças não podiam se divertir girando aquele trequinho na mão, sem pretensão nenhuma além de fazer algumas acrobacias e depois que atribuiram uma função extra ao brinquedo, de repente ele passou a ser algo louvável.

Falam tanto que as crianças só querem ficar no celular, no computador, na frente da tv. Mas, quem compra, quem autoriza? Além disso, quando eles querem algum outro tipo de brinquedo, primeiro é preciso uma avaliação extra para averiguar se ele vai desenvolver algum "super poder", algo que vá ser construtivo, educativo ou qualquer outro "ivo" possível.

Um spinner vai desenvolver a habilidade motora da criança e até desenvolver também a habilidade social dela (vai mostrar pros amigos, vai emprestar, aprender novas acrobacias). Mas é apenas um brinquedo. Uma boneca também vai desenvolver várias habilidades, assim como os carrinhos, os piões, as pipas, as bolas de futebol e assim por diante. Mas vamos deixar nossas crianças serem crianças, sem viverem num mundo chato em que os brinquedos só podem ser dados a ela caso possuam alguma atribuição extra para o desenvolvimento dela. Vamos deixar que elas brinquem, riam, sejam apenas crianças. Pois a vida é muito curta e essa vida leve vai passar muito rapidamente. Só se é criança uma (pequena) vez na vida.

Testamos (em primeira mão): A Bela e a Fera

Hoje eu fui assistir à cabine do tão esperado filme live action da Disney, "A Bela e a Fera", dirigido por Bill Condon e baseado no filme de animação de 1991. E vou te contar tudinho, em primeira mão! Vamos começar pela história?



Era uma vez um jovem Príncipe encantador (Dan Stevens) que vivia em um castelo magnífico. Ele oferecia festas extravagantes e era paparicado por uma equipe de serviçais que atendiam a cada desejo seu, mas o Príncipe havia se tornado insolente e egocêntrico. Quando uma velha mendiga aparece no castelo buscando abrigo da tempestade e lhe oferece uma única rosa em retorno, ele a rejeita duramente, sem saber que ela era, na verdade, uma linda feiticeira (Hattie Morahan). Para puni-lo, ela lança uma maldição sobre o castelo, transformando-o em uma Fera e todos os seus habitantes em utensílios domésticos. Para reverter o encanto, ele deve aprender a amar outra pessoa e ser merecedor do seu amor antes que a última pétala de uma rosa encantada caia... caso contrário, permanecerá  uma Fera e seus funcionários permanecerão aprisionados em suas formas inanimadas no castelo por toda a eternidade.

Alguns anos depois, na pequena cidade de Villeneuve, Bela (Emma Watson), uma jovem inteligente e espirituosa, realiza suas tarefas diárias, refletindo sobre a monotonia de sua vida provinciana. Bela vive com seu pai, Maurice (Kevin Kline), um artista solitário, e é uma leitora ávida que sonha viver aventuras e romance em um mundo muito além dos limites de seu vilarejo francês. Ela rejeita as incessantes investidas do canalha rude e arrogante Gaston (Luke Evans), que chama atenção com seu braço-direito LeFou (Josh Gad) e tem todas as mulheres disponíveis da cidade na palma de sua mão. Gaston é apaixonado por Bela, mas ela é determinada e permanece indiferente ao seu charme. 

Até que um dia Maurice vai ao o mercado e é atacado por lobos. Ele acaba se perdendo na floresta e vai parar no castelo da Fera, que fica enfurecida ao encontrar o invasor e o aprisiona. Bela parte em procura do pai e suplica à Fera por sua libertação, mas acaba trocando sua própria liberdade pela liberdade dele. Enquanto está presa em uma torre, Bela é apresentada aos antigos membros dos funcionários do castelo, incluindo: Lumière (Ewan McGregor), um candelabro; Horloge (Ian McKellen), um relógio; Madame Samovar (Emma Thompson), um bule de chá; Madame de Garderobe (Audra McDonald), um guarda-roupa; Plumette (Gugu Mbatha-Raw), um espanador; e Maestro Cadenza (Stanley Tucci), um cravo. Na esperança de que Bela possa finalmente ser aquela que vai conquistar o coração da Fera, eles assistem e esperam por qualquer sinal de amor verdadeiro, mas a Fera é grosseiro e mal-educado e passou a aceitar o seu destino. 


O filme é muito lindo e tem tudo para agradar à nova geração, mas vou ser sincera: quem vai sair  suspirando do cinema são as mães (tias, amigas, que seja, qualquer uma que tenha assistido ao filme de 91 rs). E a vontade de cantar bem alto junto com a Madame Samovar na música tema de A Bela e a Fera, enquanto os dois bailam apaixonadamente pelo salão? Aliás, música é o que não falta no filme (fica logo a dica: se você não gosta de musicais, esse não é um, mas chega bem próximo).

Outro ponto de destaque do filme é a postura moderna da protagonista, mas isso não é de agora. Já no filme de 1991 Bela se afastava do padrão da maioria das personagens femininas passivas da época: ela se interessa por literatura, tem seus próprios pensamentos, não se intimida facilmente, e rapidamente se tornou um poderoso exemplo para meninas no mundo todo. E o fato dela ser interpretada pela Emma Watson (ativista de direitos humanos e embaixadora da boa vontade para as Nações Unidas) dá ainda mais credibilidade à personagem. É meio como se a gente olhasse para ela e já esperasse uma postura não submissa (ah, não dá pra negar que o fato dela ter feito a Hermione também colabora pra isso).



Bem, eu poderia ficar o resto do dia aqui falando sobre o filme, os atores, as músicas, o cenário... mas minha recomendação é: vá assistir! A Bela e a Fera estreia nos cinemas dia 16 de março, quinta-feira.

Testamos: livro "Renato Russo - O filho da revolução"



Vamos falar de livro bom? Hoje não é livro infantil, mas dica pras mamães (e papais também!): a biografia do maior ídolo do rock brasileiro, Renato Russo, do meu amado salve salve grupo Legião Urbana, do jornalista Carlos Marcelo.

Esse livro não é exatamente muito novo, foi lançado em 2009, mas a Editora Planeta (nossa parceira) relançou agora em 2016 uma edição revista, atualizada e ampliada. O autor escreveu esta biografia a partir de mais de 100 entrevistas e de nove anos de pesquisa.

O resultado é um livro que engloba não só a vida do Renato, mas também o cenário histórico brasileiro na época (ditadura) e os vários caminhos percorridos pelos adolescentes da época, que culminaram na criação de outros grupos famosos, como Paralamas do Sucesso, Plebe Rude e Capital Inicial. Não deixa de fora outros artistas que alcançaram a fama em Brasília, como Ney Matogrosso, Osvaldo Montenegro, Cássia Eller e Zélia Duncan (confesso que não sabia do Ney).



Carlos Marcelo conta os detalhes da criação de vários hits "Faroeste Caboclo", "Eduardo e Mônica, "Tempo Perdido" e muitas outras. Eu não sei se é porque eu sou fã, porque sou de Brasília ou só porque realmente as descrições são empolgantes, mas eu precisei fazer uma playlist do Legião no Spotify para ouvir enquanto lia. E passava o resto do dia cantarolando.

Eu só não achei o livro perfeito porque senti falta de mais informações sobre os amores da vida do Renato (sim, sou enxerida...rs) e porque acho que as vezes não precisava ter descrito com tantas minúcias alguns acontecimentos da Ditadura. Mas isso não afeta de forma alguma a beleza do livro.

Então, se você é fã do Legião, gosta de rock ou apenas quer saber mais sobre o essa geração musical brasileira que surgiu naqueles tempos, se joga em Renato Russo, o filho da revolução.

Você acha que sabe tudo da vida das pessoas que segue nas redes sociais?

Fonte: Desáine

Recentemente eu vi na timeline do meu Facebook que uma colega minha perdeu o marido. Eu não quis perguntar o que aconteceu, porque temos pouco contato e eu achei que isso seria muito invasivo, mas deu para perceber que foi uma situação arrasadora. Depois de algum tempo, eu vi que ela postou algumas fotos com os filhos, em que ela e eles estavam sorrindo. Eu fiquei feliz, porque posso imaginar o esforço que ela deve estar fazendo para tentar colocar a vida nos eixos novamente depois de tudo o que passaram. Mas, ao mesmo tempo, fiquei imaginando um outro lado: não pude deixar de pensar no tanto de gente que deve estar falando "nossa, o marido morreu outro dia e ela já está sorrindo nas fotos?"

E é justamente sobre isso que eu gostaria de falar aqui hoje: a mania que as pessoas têm de achar que sabem tudo da sua vida porque te seguem nas redes sociais. Aliás, eu já ouvi até de parentes próximos que eles sabem tudo o que eu faço porque veem no meu Facebook. Ah, como seria maravilhosa a minha vida se ela fosse só o que eu posto nas redes sociais! E no Instagram então? Só sorrisos, nem aborrecimento com o povo sem noção do Facebook eu teria...rs (mas estou me adiantando, disso eu vou falar lá no final)

É claro que tem gente que realmente posta TUDO o que faz na internet. Mas gente, está mais do que na hora de entender que essas pessoas são minoria. A maior parte dessas pessoas só posta MUITO, o que não significa que aquilo seja tudo da vida dela. Mesmo aquelas que não postam só as coisas boas da vida, mesmo as que desabafam nas redes as suas desventuras, aquilo também não é tudo da vida delas. Para conhecer bem uma pessoa, para saber realmente quem ela é, para saber realmente o que as pessoas realmente fazem na vida, faça um esforço e esteja presente, mesmo que você esteja fisicamente distante. Dê um telefonema, mande uma mensagem pelo whatsapp, faça um sinal de fumaça. Amizade precisa de participação, de interesse. Não caia nessa de "já sei tudo o que ele fez, acompanho pelo Facebook". Até porque muitas vezes a pessoa está passando por um momento muito difícil e aquele sorriso da foto pode ter sido o único do dia.

Aproveitando que estou falando de vidas e redes sociais, outra reclamação recorrente é a de que a vida no Facebook é sempre bela, que lá tudo é perfeito, engraçado e dá certo. Acontece que aquele velho ditado "a grama do vizinho é sempre mais verde" continua sendo verdadeiro. Na verdade, ouso dizer que ele está mais verdadeiro do que nunca! Então lembre-se de que antes da invenção da internet as pessoas mantinham álbuns de fotografia. E lá elas não colocavam as fotos dos momentos ruins e sim dos bons, assim como é feito atualmente nas redes sociais. É a versão moderna do "roupa suja a gente lava em casa".

Para finalizar, quero só comentar mais um ponto, um pensamento que ando tendo recorrentemente nos últimos tempos: o de que as vezes eu preferia não saber o que as pessoas pensam. Sério, gente! As vezes eu convivo tão bem com as pessoas sem saber as opiniões delas sobre política, religião, futebol... Agora é como se eu pudesse ler o pensamento de todo mundo! E muitas vezes fico tão chocada com os posicionamentos de algumas pessoas que acabo me sentindo mal. Tão mal que paro de seguir ou, em casos mais extremos, até excluo da lista de amigos.

Enfim, as redes sociais estão fazendo cada vez mais parte da vida de todos e é preciso adaptar os comportamentos para essa nova era. Se a gente olhar bem, não é tão difícil, basta apenas colocar os pés no chão e treinar um pouco de empatia.  No fim, dá tudo certo 

Mudanças e novidades

Faz um bom tempo que não venho aqui, não é verdade? Mas estou saindo de um turbilhão daqueles e agora consigo parar para vir explicar o sumiço. Em 2016 fomos apanhados pela crise que está assolando o País. Foram longos meses sem emprego, sem perspectiva , não foi nada fácil. Mas desde setembro encontramos um novo caminho, desta vez em nova cidade. Agora estamos na Baixada Santista, mas exatamente em Praia Grande. 

Mas não se preocupem! O blog, o twitter, o instagram e a fanpage continuam do mesmo jeito, com a mesma "programação" de sempre. Mas tem novidade à vista! Agora também faço parte da equipe do Jundiaí com Crianças e do Baixada com Crianças, que por enquanto só estão no Instagram e Facebook, mas em breve trarão grandes inovações!

Não deixem de nos seguir em todas as redes sociais!



Facebook:

Entre Fraldas e Livros: https://www.facebook.com/entrefraldaselivros
Jundiaí com Crianças: https://www.facebook.com/RoteiroMBC
Baixada com Crianças: https://www.facebook.com/baixadacomcriancas

Instagram:

Entre Fraldas e Livros: @entrefraldaselivros
Jundiaí com Crianças: em breve
Baixada com Crianças: @baixadacomcriancas

Twitter:
Entre Fraldas e Livros: @fraldaselivros


Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires