Você acha que sabe tudo da vida das pessoas que segue nas redes sociais?

Fonte: Desáine

Recentemente eu vi na timeline do meu Facebook que uma colega minha perdeu o marido. Eu não quis perguntar o que aconteceu, porque temos pouco contato e eu achei que isso seria muito invasivo, mas deu para perceber que foi uma situação arrasadora. Depois de algum tempo, eu vi que ela postou algumas fotos com os filhos, em que ela e eles estavam sorrindo. Eu fiquei feliz, porque posso imaginar o esforço que ela deve estar fazendo para tentar colocar a vida nos eixos novamente depois de tudo o que passaram. Mas, ao mesmo tempo, fiquei imaginando um outro lado: não pude deixar de pensar no tanto de gente que deve estar falando "nossa, o marido morreu outro dia e ela já está sorrindo nas fotos?"

E é justamente sobre isso que eu gostaria de falar aqui hoje: a mania que as pessoas têm de achar que sabem tudo da sua vida porque te seguem nas redes sociais. Aliás, eu já ouvi até de parentes próximos que eles sabem tudo o que eu faço porque veem no meu Facebook. Ah, como seria maravilhosa a minha vida se ela fosse só o que eu posto nas redes sociais! E no Instagram então? Só sorrisos, nem aborrecimento com o povo sem noção do Facebook eu teria...rs (mas estou me adiantando, disso eu vou falar lá no final)

É claro que tem gente que realmente posta TUDO o que faz na internet. Mas gente, está mais do que na hora de entender que essas pessoas são minoria. A maior parte dessas pessoas só posta MUITO, o que não significa que aquilo seja tudo da vida dela. Mesmo aquelas que não postam só as coisas boas da vida, mesmo as que desabafam nas redes as suas desventuras, aquilo também não é tudo da vida delas. Para conhecer bem uma pessoa, para saber realmente quem ela é, para saber realmente o que as pessoas realmente fazem na vida, faça um esforço e esteja presente, mesmo que você esteja fisicamente distante. Dê um telefonema, mande uma mensagem pelo whatsapp, faça um sinal de fumaça. Amizade precisa de participação, de interesse. Não caia nessa de "já sei tudo o que ele fez, acompanho pelo Facebook". Até porque muitas vezes a pessoa está passando por um momento muito difícil e aquele sorriso da foto pode ter sido o único do dia.

Aproveitando que estou falando de vidas e redes sociais, outra reclamação recorrente é a de que a vida no Facebook é sempre bela, que lá tudo é perfeito, engraçado e dá certo. Acontece que aquele velho ditado "a grama do vizinho é sempre mais verde" continua sendo verdadeiro. Na verdade, ouso dizer que ele está mais verdadeiro do que nunca! Então lembre-se de que antes da invenção da internet as pessoas mantinham álbuns de fotografia. E lá elas não colocavam as fotos dos momentos ruins e sim dos bons, assim como é feito atualmente nas redes sociais. É a versão moderna do "roupa suja a gente lava em casa".

Para finalizar, quero só comentar mais um ponto, um pensamento que ando tendo recorrentemente nos últimos tempos: o de que as vezes eu preferia não saber o que as pessoas pensam. Sério, gente! As vezes eu convivo tão bem com as pessoas sem saber as opiniões delas sobre política, religião, futebol... Agora é como se eu pudesse ler o pensamento de todo mundo! E muitas vezes fico tão chocada com os posicionamentos de algumas pessoas que acabo me sentindo mal. Tão mal que paro de seguir ou, em casos mais extremos, até excluo da lista de amigos.

Enfim, as redes sociais estão fazendo cada vez mais parte da vida de todos e é preciso adaptar os comportamentos para essa nova era. Se a gente olhar bem, não é tão difícil, basta apenas colocar os pés no chão e treinar um pouco de empatia.  No fim, dá tudo certo 
Related Posts with Thumbnails
 

Entre Fraldas e Livros Copyright © 2015 | Tema por Girly Blogger Template | Ilustração por Anne Pires